GNR

Ministro diz que em 6 anos passámos do 18º para o 3º país mais seguro e que viaturas entregues à GNR reforçam essa ideia de segurança. Fique com as imagens (c/som)

Publicado em Reportagens 13 junho, 2019

A Guarda Nacional Republicana (GNR) recebeu do Governo, 224 novas viaturas que se destinam às componentes investigação criminal, intervenção, policiamento comunitário, territorial e trânsito, numa cerimónia que decorreu esta quarta-feira, 12 de junho, na Parada D. Pedro V junto ao Regimento de Artilharia nº5 em Vendas Novas.

A Campanário esteve presente onde Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna, afirmou que “cerimónia de entrega de uma dimensão tão significativa de viaturas […] constitui um momento de particular sentimento de dever cumprido”.

Em declarações à RC, avança que as 224 viaturas entregues a comandos territoriais de todo o país representam “um investimento global de 5 milhões e 800 mil euros”.

O governante salienta que para este momento “foi determinante a aprovação da lei de programação em 2017”, que possibilitou o lançamento de “um concurso a 4 anos” que vai permitir a “entrega de mais de 2 mil viaturas” a todas as forças de segurança, num investimento de cerca de 50 milhões de euros. Desde o início do concurso, já foram entregues cerca de 600 viaturas, conclui.

“O investimento fundamental é na criação de uma ideia de segurança”
Eduardo Cabrita

 

Estas viaturas vão “permitir reforçar unidades territoriais um pouco por todo o país”, fortalecendo a ideia de segurança já existente em Portugal, aponta, resultado de “um grande esforço” e coordenação das forças de segurança.

O ministro salienta que “temos tido ano a ano uma diminuição da criminalidade geral e violenta”, defendendo que o investimento na segurança “não é uma questão técnico-policial, é decisivo para o turismo, para captar investimento, atrair estudantes ou cientistas”.

O governante avançou ainda que Portugal tem evoluído "muito significativamente" ao nível da segurança e é considerado o 3.º país mais seguro, segundo o Global Peace Index.

Para o Tenente General da Guarda Nacional Republicana, Luís Francisco Botelho Miguel “é uma honra e um privilégio para os militares da Guarda esta cerimónia”, acrescentando que “é um sinal de consideração e estima para com a Guarda Nacional Republicana”.

O Tenente General relembra “a natureza militar como a GNR se mantem disponível para o compromisso das suas tarefas e missões em prol da causa publica, bem como a proximidade que tem sabido manter junto das populações”, sustentando que “estas viaturas irão sustentar a permanente vontade dos profissionais da Guarda em servir as populações”.

“As 224 viaturas destinam-se a reforçar a capacidade operacional das diferentes áreas de ação da guarda"
Tenente General Botelho Miguel

No seu discurso Luís Francisco Botelho Miguel sublinha a “evidencia da abrangência e capacidade da Guarda Nacional Republicana”, como prova “o elevado número de quilómetros feito diariamente por cada uma das viaturas, demonstra bem o esforço desenvolvido pelos profissionais da guarda em prol das suas missões”.

Beja, Évora e Portalegre encontram-se entre os 18 distritos que receberam viaturas no âmbito da prevenção rodoviária.

Évora recebeu uma viatura ligeira de mercadorias, destinada ao núcleo de apoio técnico da estrutura de investigação criminal do comando territorial.

Beja e Évora encontram-se também entre os 16 distritos que receberam 21 motociclos destinado às unidades de trânsito.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Junho 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30