13.7 C
Vila Viçosa
Domingo, Abril 21, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Universidade de Évora atribui 60.000 euros a estudantes carenciados

39 alunos da Universidade de Évora (UE), em risco de abandonarem os estudos,  vão beneficiar de bolsas, ainda este ano, que no total representam um investimento de 60 mil euros.

O Fundo de Apoio Social da Universidade de Évora (FASE–UÉ), criado em 2012 e que tem por objetivo apoiar situações de carência económica de emergência devido à crise,  contou  este ano com o contributo financeiro de oito mecenas, além de verbas da academia provenientes do aumento de propinas.

“O projeto foi iniciado depois de se verificar o crescente número de estudantes a abandonar a universidade ou a viverem com dificuldades”, explicou o pró-reitor da academia, João Nabais.

A medida, destinada a alunos que não recebem apoio de bolsas estatais, tem um conjunto de regras, entre as quais está ainda a impossibilidade de facultar o apoio a quem não obtenha um aproveitamento satisfatório nos estudos. Das 165 candidaturas, 39 foram aceites, sendo que os apoios variaram entre os 734 e os 1.578 euros, depois de calculadas as necessidade dos candidatos.

O apoio, contudo, prevê também uma participação ativa dos alunos:  com o objetivo de formar cidadãos responsáveis,  os alunos tiveram de efetuar 75 horas de trabalho de voluntariado, em instituições culturais e sociais ou em atividades de reconhecida relevância para a UÉ. Os beneficiários, disse João Nabais, comprometem-se ainda a “devolver para o fundo 50% do apoio que receberam, no prazo de três anos após conclusão do curso”.

 

A Universidade de Évora vai apresentar publicamente, dia 21 deste mês, o Relatório do FASE-UÉ relativo ao ano letivo 2012/2013. A iniciativa deverá ter continuidade no próximo ano letivo.

Populares