17 C
Vila Viçosa
Quarta-feira, Maio 22, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Vila Viçosa: Direção do Calipolense exonerada e constituída Comissão Administrativa (c/som)

Decorreu na passada quinta-feira, dia 11 de agosto, uma Assembleia Geral Extraordinária do Calipolense, Clube Desportivo de Vila Viçosa, onde foi exonerada a direção do clube por falta de quórum, levando a que tivesse sido constituída uma Comissão Administrativa composta por nove sócios.

Recorde-se que a Direção do Calipolense, Clube Desportivo de Vila Viçosa era constituída por Nelson Fradique, Miguel Rosinha, João Talhinhas, Paulo Pereira, Ana Rita Barradas, Augusta Ferreira e Cídia Hortinhas.

Em declarações à Rádio Campanário, um dos elementos que constitui a Comissão Administrativa, João Frade, confirmou que nesta assembleia “se destituiu a atual Direção e se formou uma Comissão Administrativa que vai tomar conta dos desígnios do clube até futuras eleições”.

Questionado sobre o que levou à destituição da Direção do Calipolense, refere que para já não pode “especificar porque da Direção antiga já havia algumas demissões dessa mesma Direção em que ficaram sem quórum, tinham apenas três diretores efetivos e como tal, a Direção nesses moldes não poderia continuar, foi a solução encontrada, marcar uma assembleia, os sócios compareceram e foi em consenso com todos e por unanimidade, tomada esta decisão”.

Sobre as razões para a demissão de alguns elementos da Direção, João Frade diz que neste momento serão “esses mesmos diretores que podem dar essa justificação”, escusando-se a avançar mais pormenores por não ser membro efetivo da Direção.

Avança que brevemente, “no momento próprio”, a Comissão Administrativa irá apresentar a justificação e as indicações, “não hoje derivado ao pouco tempo que ainda temos após a assembleia”.

Instado, João Frade refere que foram quatro os diretores que se demitiram “por não estarem compatibilizados com o funcionamento da atual direção, outros por motivos pessoais”, ficando apenas três elementos, o presidente, Nelson Fradique, Paulo Pereira e Miguel Rosinha.

João Frade garante que “as coisas acontecem porque têm que acontecer, mas o futuro do clube está assegurado, a época já estava preparada e continua a ser e está tudo preparado em termos desportivos, tranquilizar pais e atletas em que o Calipolense esteve, está e vai continuar a estar a trabalhar em conjunto com a autarquia e com os pais e atletas para o funcionamento ser igual em termos desportivos aos restantes anos que já passamos, isto está completamente assegurado, vamos ter todos os escalões de formação, já há treinadores, já há treinadores adjuntos, o clube não pára”.

Questionado sobre os elementos que constituem a Comissão Administrativa, João Frade expressa que “vai ser tornado público posteriormente porque são sócios que se predispuseram logo para fazer parte, outros que não têm o nome efetivo na Comissão mas que estão motivadíssimos para nos continuar a ajudar e mais que já mencionaram a sua vontade de ajudar porque no fundo é ajudar o clube da nossa terra, da nossa autarquia e que vamos continuar a elevar o nome do distrito”.

Acrescenta que a Comissão Administrativa irá agora reunir e posteriormente comunicará “o porquê de isto ter acontecido, quem efetivamente está eleito e elegível para outros cargos no clube e o funcionamento que pretendemos ter em prol do clube e em prol do nosso município”.

João Frade diz ainda, depois de questionado, que a Comissão Administrativa estará em função até à realização das próximas eleições “que não estão ainda marcadas porque tudo isto aconteceu ontem (…) o funcionamento do clube continua igual e há assuntos mais urgentes agora do que propriamente se realizarem eleições, há assuntos burocráticos e financeiros para se resolverem (…) que com estas alterações vão levar algum tempo a serem sarados e resolvidos, mas tudo atempadamente se irá resolver e a seguir, penso eu, irão surgir as eleições para os órgãos sociais do clube”.       

A Rádio Campanário tentou de diversas formas contactar Nelson Fradique, contactos que resultaram infrutíferos.

         

Populares