20.9 C
Vila Viçosa
Terça-feira, Maio 21, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Vindimar na Carmim: “Os visitantes podem fazer a pisa a pé nos lagares, uma das etapas mais bonitas”, diz enólogo da Carmim

Chegou aquela altura do ano, de andar com a tesoura na mão a cortar os cachos e a pisar as uvas. Um desses locais é em Reguengos de Monsaraz, onde se localiza a Carmim, a Cooperativa Agrícola de Reguengos de Monsaraz, considerada a maior adega do Alentejo e uma das maiores do país.

“Temos dedicado cerca de 3 mil hectares, talvez seja a maior adega do país com área dedicada de vinha. Temos viticultores que têm meio hectare e outros com centenas. Cada viticultor tem o seu carimbo próprio e depois entregam aqui as suas uvas,” refere Tiago Garcia, enólogo da Carmin que reúne cerca de meio milhar de associados na área da viticultura.

É este movimento, da entrega das uvas, que ganha uma escala única na altura das vindimas. “É uma azáfama total. Podemos dizer que são quase 24 horas de atividade. Chegamos a ter movimentos de 150 a 200 tratores por dia a entregar a uva e a sair.” Além disso, como destaca Tiago Garcia, “as pessoas podem ainda fazer a pisa a pé nos nossos lagares. É uma das etapas bonitas em que as pessoas podem participar”.
Em outras alturas do ano, Tiago Garcia refere que “durante o resto do ano temos sempre a visita à adega e há uma parte interessante que é a linha de enchimento. Temos 3 linhas de enchimento e quando estão a trabalhar em conjunto conseguimos fazer 25 mil garrafas por hora, o que é interessante de se ver.”
Fora do período das vindimas há também a possibilidade de se visitar a adega, “depois baixamos à cave onde estão as barricas e terminamos na sala de enoturismo onde fazemos as provas finais dos vinhos para as pessoas poderem degustar.”
Também a paisagem do Alentejo varia ao longo do ano. A começar na floração. Depois, “os cachos ainda não estão pintados, mas já temos os bagos de ervilhas, a nascer. Um pouco antes da vindima começa a chegar o pintor, as uvas começam a pintar, a ficar tintas. Depois, passada a vindima, as vinhas começam a ganhar os tons acastanhados, bordeuax, fica completamente diferente a paisagem. Passamos de um verde seco para um verde acastanhado, fica muito bonito.”
A vinha desta zona está classificada como Região de Denominação de Origem e “os vinhos identificam-se com as caraterísticas base, frutados, com alguma frescura. Temos vinhos para vários momentos de consumo. Para dias especiais ou para o dia a dia.
Temos três marcas principais. O Terras D’el Rei temos a gama Reguengos onde uma das marcas é a Garrafeira dos Sócios que é uma das marcas mais icónicas do Alentejo, e depois temos a gama Monsaraz que é mais irreverente.”

Fonte: Viagens Sapo

Foto: andarilhos.pt

Populares