22 C
Vila Viçosa
Sábado, Maio 18, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Volta ao Alentejo: Venezuelanos cantam vitória na Vila Morena

Decorreu hoje a segunda etapa da 40ª edição da Volta ao Alentejo Crédito Agrícola, que teve início em Castro Verde e terminou Grândola, num percurso de 170,8km.

Leangel Linarez superiorizou-se no sprint de Grândola e venceu a segunda etapa da Volta ao Alentejo Crédito Agrícola. O venezuelano da Tavfer/Ovos Matinados/Mortágua bateu o adversário e compatriota Orluis Aular Caja Rural/Seguros RGA), vencedor da classificação geral no ano passado. Independentemente da vitória do corredor da equipa portuguesa, a Camisola Amarela Crédito Agrícola continua a pertencer a Luke Lamperti da formação britânica Trinity Racing que manteve a liderança da “Alentejana” com os mesmo três segundos de vantagem que traz do primeiro dia.

Ainda alguns dos 119 corredores arranjavam posição na bicicleta e já havia quatro homens em fuga. Estavam cumpridos apenas dois dos quase 171 quilómetros da tirada. André Ramalho (Credibom/LA Alumínios/ Marcos Car), Nuno Meireles (Aviludo/Louletano/Loulé Concelho), André Santos (Santa Maria da Feira/Segmento D´Época/Reol) e Jose Maria García (Electro Hiper Europa) aproveitaram a longa reta em direção a Aljustrel e sem reação do pelotão, depressa ganharam vantagem. Mais à frente, já depois do sprint para a Meta Volante de Odemira, André Santos descolou da frente ficando um trio na frente. Após a primeira contagem de Montanha com 80 quilómetros percorridos foi Nuno Meireles a abdicar da fuga. Ficaram dois elementos na frente. A dupla luso espanhola, André Ramalho e Jose Maria García, chegou a ter seis minutos de diferença para o pelotão.

A Trinity Racing, a defender a liderança da prova, soube esperar no comando do grupo para tomar as medidas necessárias e terminar a aventura dos fugitivos resistentes. Na Meta Volante de Santiago do Cacém, a 35 quilómetros da meta, a vantagem caia para 1m50s.  Jose Maria Garcia ia bonificando e ficava a seis segundos da Camisola Amarela Crédito Agrícola. A 13 quilómetros da chegada a Grândola terminou definitivamente a longa fuga. Os finalizadores das diversas formações estavam avisados de um final de etapa adaptado às respetivas características e confirmou-se a discussão ao sprint entre os mais rápidos. Os homens de Mortágua entraram bem no último quilómetro e lançaram Leangel Linarez para a vitória. Com o triunfo e os dez segundos de bonificação o venezuelano trepou para a terceira posição da geral. O pódio da etapa ficou completo com Orluis Aular, vencedor da Volta ao Alentejo no ano passado, e o colombiano Santiago Mesa (ABTF Betão/Feirense).

Após a segunda etapa, Luke Lamperti (Trinity Racing) mantém a Camisola Amarela Crédito Agrícola com três segundos de vantagem sobre Cyril Barthe (Burgos BH). Sendo o mais regular na competição, o norte-americano de 20 anos manteve ainda a Camisola Verde Delta Cafés (pontos) e a Camisola Branca Turismo do Alentejo (juventude).

Rafael Reis (Glassdrive/Q8/Anicolor) ao passar primeiro na Serra de Grândola garantiu mais um dia a Camisola Azul Correio da Manhã (montanha). A equipa Burgos-BH manteve a liderança coletiva.

 

Classificação da etapa:

1º – Leangel Linarez

2º – Orluis Alberto Sanabria

3º – Santiago Mesa

 

Classificação por equipas na etapa:

1º – CAJA RURAL-SEGUROSRGA (ESP)

2º – BURGOS-BH (ESP)

3º – BIKE AID (ALE)

 

Classificação geral:

1º – Luke Lamperti – TRINITY RACING (GBR)

2º – Cyril Barthe – BURGOS-BH (ESP)

3º – Leangel Linarez – TAVFER – OVOS MATINADOS – MORTÁGUA(POR)

 

Classificação geral em equipas:

1º – BURGOS-BH (ESP)

2º – BURGOS-BH (ESP)

3º – GLASSDRIVE / Q8 / ANICOLOR (POR)

Populares