17.6 C
Vila Viçosa
Sábado, Abril 20, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

”A possibilidade de passageiros poderem utilizar esta nova linha de Évora é essencial para o território” diz Pres. De Évora(c/som)

Carlos Pinto de Sá , Presidente da Câmara Municipal de Évora, marcou presença esta sexta-feira, na visita realizada à empreitada de construção do troço Évora norte-Freixo da nova linha ferroviária de Évora.

A assinalar este momento esteve o Secretário de Estado das Infraestruturas, Frederico Francisco e o Presidente da Infraestruturas de Portugal, Miguel Cruz, assim como David Galego, Presidente da Câmara de Redondo.

O momento foi enaltecido por todos os presentes tendo em conta que foi a primeira vez que se andou sobre os carris desta nova linha ferroviária, inserida no programa Ferrovia2020, conta com o apoio financeiro da União Europeia, é uma das maiores empreitadas ferroviárias em Portugal nas últimas décadas, com um investimento de 500 milhões de euros.

O Autarca de Évora, em declarações aos jornalistas, começou por destacar a importância da “aposta na ferrovia, algo que há décadas não foi feito e que finalmente começa a ser feita e que é fundamental para o País e sobretudo para esta região.”

O Presidente eborense salientou ainda que compreende a importância que se têm dado ao transporte de mercadorias no âmbito deste projeto ferroviário sublinhando contudo “para o território é também muito importante a possibilidade de utilização desta linha por passageiros.”

Carlos Pinto de Sá frisou ainda a posição privilegiada que o Alentejo vai ter em relação a Espanha e Europa. Tendo Évora sido escolhida como Capital Europeia da Cultura em 2027, o presidente de Évora considera que “a possibilidade dos passageiros utilizarem esta linha de e para Évora é fundamental.”

Quanto à linha de mercadorias, Carlos Pinto de Sá espera que “possa trazer alguma coisa para o território” reforçando o trabalho que tem estado a ser feito entre os Municípios e a IP para que seja possível ter cais de mercadorias.”
Para o Presidente da Câmara de Évora , nesta questão, existe um problema de viabilidade “que tem que ser estudado e analisado mas o importante é que estamos todos empenhados.”

A nova Linha Ferroviária de Évora deverá estar a funcionar em pleno em 2025, e pretende ligar diretamente Sines à fronteira com Espanha em Elvas – Caia, uma mais valia que irá trazer desenvolvimento e investimento para esta região do Alentejo.

“O crescimento que podemos ter do ponto de vista económico incentiva este desígnio de garantir que os comboios de mercadorias não se limitam a passar po Évora mas que o território também os pode utilizar” adiantou ainda o Autarca.
Quanto ao troço hoje visitado, Évora Norte-Freixo, numa distância de 20,5Km, Carlos Pinto de Sá referiu “é com grande satisfação que vejo este primeiro troço praticamente concluído” realçando a importância de dentro de um ano , ano e meio “podermos ter aqui os operadores de mercadorias, quer de passageiros” reforçando estar convicto que vai haver “procura para os passageiros .”

“A nova Linha de Évora vai marcar de forma estrutural a Ferrovia em Portugal” concluiu o Presidente do Município de Évora. Considerada como uma das obras estruturais de todos os tempos, esta nova linha contempla o troço mais extenso construído nos últimos 100 anos em Portugal.

Populares