17 C
Vila Viçosa
Domingo, Julho 21, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Alandroal: “Esperamos que as pessoas procurem o Alandroal para comer o peixe do Rio e ajudar a economia local a relançar-se”, diz João Grilo(c/som e fotos)

No evento da 12ª Mostra de Peixe do Rio, no Alandroal, em entrevista à Rádio Campanário, o Presidente da Câmara de Alandroal, começa por dizer que este evento é também uma alavanca para a restauração do Concelho “Por um lado, sabemos que ainda há que ter muitos cuidados com a situação que estamos a viver (…) não podemos estar parados é preciso relançar a economia, é preciso repensar a atividade e nós não quisemos deixar de marcar o momento com esta mostra do peixe do Rio e que este ano ocorre um pouco mais tarde que o habitual, mas que também marca um pouco esse arranque”, do processo de desconfinamento.

Prossegue, dizendo que considera este evento importante para relançar a atividade económica, mostrando-se contente com a recetividade do evento: “sei que a procura está a ser boa, a recetividade está a ser boa, esperamos que seja um bom momento e que, ao final do mês, as pessoas procurem o Alandroal para comer o peixe do Rio e ajudar a economia local a relançar-se e essa também é nossa expetativa”.

Recorda ainda que, o fecho das fronteiras, motivado pelo alastrar da pandemia, foi uma das suas preocupações, no evento do ano passado, porque levaram ao cancelamento de uma parte do evento. “em 2020, nós fomos o primeiro aconselho a ter que cancelar um grande evento, aliás, completamente montado e pronto a abrir, a 2 dias da abertura da feira, tivemos a reunião decisiva que nos levou a não realizar a componente de feira e a fazer só a mostra nos restaurantes, precisamente porque havia essa preocupação já de que os locais fechados e movimentação de pessoas, sobretudo entre fronteiras, já era um risco elevado” considera que a decisão foi boa, apesar de não ter sido aceite por todos “foi uma boa decisão na altura, apesar de não ter sido algo compreendido, por todos e nós sabemos depois houve problemas do lado Espanhol que já não aconteceram do lado português por nós termos cansado a feira”.

Já este ano, com as fronteiras abertas, o Presidente espera a presença de muitos Espanhóis no evento: “as pessoas do lado de lá que já se habituaram e já conhecem e já apreciou gastronomia do nosso concelho que venham e que tirem partido disso”.

Ainda assim explica que o evento, este ano, tem um “sabor mais agridoce, porque não está a decorrer da forma como gostaríamos” relembrando que “gostaríamos de ter aqui um grupo de pessoas que sempre nos acompanha em todas as entidades, toda a população, e podermos de facto estar todos juntos, a celebrar neste momento de arranque”, referindo que este ano, o evento terá que ser feito de “forma contida e por etapas” mas espera que “o ponto alto seja, os restaurantes estarem cheio nestas semanas, e que as pessoas do concelho alandroal (…) aproveitem também dentro das medidas de segurança, para voltar a sair com as famílias, em pequenos grupos, é um momento de retomarmos um pouco a normalidade, nos faz muita falta”.

Relembramos que esta mostra vai receber os chefes mais conceituados do país, ainda que num formato digital, onde serão editado alguns vídeos, e ações gravadas por chefes convidadas e que vão mostrar um pouco da sua arte e interpretação, sobre o que é o peixe do Rio, com o intuito de “criar um espaço de aproximação, criação, debate, e envolvimento das pessoas, em torno do peixe do Rio, com pessoas do país inteiro e até do estrangeiro, se possível”, relata o Presidente da Câmara, enfatizando que considera ”fundamental o papel dos nossos cozinheiros locais, os nossos pescadores locais, das pessoas, que em casa fazem o peixe”.

Remata este tema, referindo que, é importante o aporte exterior para promover a atratividade e inovação no concelho: “Para sermos atrativos, inovarmos e continuarmos a ter a procura que temos, temos que ter um aporte exterior, de quem realmente pode introduzir inovação e, portanto, para mim esta interligação entre tradição e inovação é fundamental pro sucesso de qualquer evento gastronómico, seja no Alandroal, seja em qualquer ponto do país”.

Questionado sobre a importância da gastronomia, a par do turismo, bem como alguns investimentos no concelho, e se estes tem feito, e estão a fazer a diferença no concelho, responde: “sim, infelizmente tivemos esta situação pandémica, que atrasou alguns processos, senão estaríamos hoje num patamar bastante diferente, quer ao nível de outros eventos gastronómicos, que estavam a crescer forma muito clara e de forma muito acentuada, quer ao nível, também, da oferta turística”.Eu acredito que, os próximos meses, sobretudo o próximo ano, vão revolucionar completamente a oferta que o concelho tem para dar, em termos de alojamento, gastronomia e experiências, de aproveitamento do território natural, animação turística, há um conjunto  atividades que nós temos estado a apoiar e a acompanhar e incentivar, que vão de facto fazer a diferença.

Populares