9 C
Vila Viçosa
Quarta-feira, Fevereiro 21, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Consórcio liderado pela Montes Claros candidata 7M€ para valorizar Serra d’Ossa e Maciço Calcário de Estremoz

A Associação de Desenvolvimento Montes Claros, sedeada em Borba, líder de um consórcio que apresentou uma candidatura de 7 milhões de euros no âmbito do concurso do Programa Alentejo 2030, candidatura designada “EEC Provere + Serra D’Ossa “valorização dos recursos endógenos da Serra D’Ossa e Maciço Calcário de Estremoz.”

De acordo com a informação avançada pela Associação, numa nota divulgada na sua página oficial, Integram este consórcio os Municípios de Alandroal, Borba, Estremoz, Redondo, Sousel e Vila Viçosa, assim como a Assemagra-Associação Portuguesa dos Industriais de Mármores, Granitos e Rochas Afins, a Monte-Desenvolvimento do Alentejo Central e a Heranças do Alentejo-Associação do turismo no Mundo rural.

A candidatura foi submetida no passado dia 26 de janeiro e contém uma estratégia delineada em conjunto por todos os intervenientes. Na génese da candidatura está o facto de o território dispor de um vasto património cultural, natural e paisagístico de elevado interesse e que os participantes consideram poder ser gerador de riqueza. De entre as várias opções existentes, o consórcio apostou na Serra D’Ossa e Maciço Calcário de Estremoz por achar que os mesmos são essenciais para dar dinâmica de desenvolvimento à região.

O consórcio formado acredita no potencial da referida candidatura , estando confiante numa possível aprovação.

Com o valor de 7 milhões de euros, a candidatura apresentada contempla os projetos âncora e projetos complementares dos mais diversos domínios a serem desenvolvidos no território.

Populares