15.4 C
Vila Viçosa
Quinta-feira, Junho 20, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Controlo de Fronteiras JMJ: Autoridades recusaram entrada em Portugal a 13 pessoas

Nuno Veiga / Lusa

O Sistema de Segurança Interna (SSI) revelou os dados referentes ao dia 1 de agosto do controlo de fronteiras, no âmbito das Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ).

De acordo com o SSI, a Guarda Nacional Republicana (GNR) empenhou 1666 militares para o controlo de fronteiras no dia 1 de agosto, onde foram desenvolvidas 526 ações de patrulhamento e sensibilização.

Durante o decorrer das ações levadas a cabo pela GNR, foi realizado um desembaraçamento de trânsito e acompanhados nove peregrinos. 

No que diz respeito a ações desenvolvidas pela Polícia de Segurança Pública (PSP), foram empenhados 2427 polícias para a o período da operação Missa de abertura. Foram realizados 49 desembaraçamentos de trânsito e realizados cinco serviços de segurança pessoal. A PSP empenhou ainda 60 polícias para o controlo de fronteiras, revistadas 150 mil pessoas, registadas quatro ocorrências e seis apreensões.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), em conjunto com a GNR, nas fronteiras terrestres portuguesas, controlaram um total de 1550 viaturas e 3639 cidadãos, tendo sido recusada a entrada a oito pessoas no nosso país.

No que toca ao controlo de fronteiras marítimas, foram controladas 142 embarcações e 8334 passageiros.

Quanto às fronteiras aéreas, o SEF e a PSP controlaram um total de 413 voos e 71886 passageiros, tendo sido recusada a entrada a cinco pessoas no nosso país, o que prefaz um total de 13 pessoas que foram impedidas de atravessar as fronteiras de Portugal no dia 1 de agosto.

No total, as forças de segurança já controlaram 950.081 pessoas na travessia de fronteiras e recusaram a entrada no país a 152 pessoas.

Populares