13.7 C
Vila Viçosa
Quarta-feira, Junho 19, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

“Estamos num Berço de Religiosidade “Afirma o Arcebispo na celebração em Honra de Nossa Senhora da Boa Nova .

Na vila de Terena, no coração do Conselho de Alandroal, realizam-se as seculares festas em honra de Nossa Senhora da Boa Nova, um evento que une tradição, fé e cultura, e que este ano espera atrair milhares de peregrinos e visitantes ao seu emblemático santuário. As celebrações, que ocorrem anualmente no primeiro fim de semana após a Páscoa, destacam-se como um dos principais eventos religiosos de Terena e de todo o Alentejo, mantendo viva a devoção a Nossa Senhora da Boa Nova, cujo culto atravessa séculos.

Este domingo, pelas 10h30, foi celebrada uma missa solene, presidida pelo Arcebispo da Arquidiocese de Évora, Sua Eminência D. Francisco Senra Coelho, marcando assim um ponto alto das comemorações. A Rádio Campanário fez a cobertura ao vivo da celebração e conversou com o Arcebispo, que se mostrou honrado em participar mais uma vez neste momento tão expressivo de fé na região, especialmente no Santuário de Nossa Senhora da Boa Nova.

D. Francisco Senra Coelho refletiu sobre a importância histórica e espiritual de Terena, lembrando que a localidade se encontra num berço de religiosidade, marcado pela transição das crenças pré-históricas para o cristianismo. Enfatizou a beleza e a significância do santuário de Nossa Senhora da Boa Nova, referindo-se ao mesmo como um dos mais antigos do Sul dedicados à Virgem Maria, sendo um testemunho da fé e da história da região.

O Arcebispo destacou ainda a tradição que associa a celebração de Nossa Senhora da Boa Nova ao primeiro domingo após a Páscoa, ligando-a ao conceito de misericórdia e esperança cristãs. No final da sua intervenção, D. Francisco abençoou todos os presentes, os ouvintes da Rádio Campanário e todos aqueles que, de alguma forma, contribuem para a vida comunitária e espiritual da região.

Assim, as celebrações em honra de Nossa Senhora da Boa Nova em Terena reafirmam o vínculo entre a fé, a história e a comunidade local, continuando a ser um ponto de encontro para os devotos e um momento de reafirmação dos valores que unem o povo do Alentejo.

Populares