25.4 C
Vila Viçosa
Sábado, Abril 20, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Eurodeputado José Gusmão comenta os últimos acontecimentos da investigação na Ilha da Madeira e as últimas sondagens para as legislativas , na Rádio Campanário(c/som)

O Eurodeputado José Gusmão, do Bloco de esquerda, comentou na revista de imprensa de hoje, os temas que marcam a atualidade, nomeadamente os últimos acontecimentos da investigação na Ilha da Madeira e as últimas sondagens para as legislativas,

No que diz respeito ao primeiro tema e ao facto de todos os detidos terem sido libertados, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação menos gravosa, o Eurodeputado do BE começou por referir “nós neste momento temos um problema que é a multiplicação de investigações que se vêm a revelar infrutíferas, que na maior parte dos casos nem sequer dão origem a julgamentos e que envolvem frequentemente detenções e privação de liberdade, por períodos prolongados, bem além daquilo que a própria lei recomenda, sem culpa formada.”

Na sua opinião “é muito importante que isto não se transforme numa questão de aproveitamento político-partidário, como já tem acontecido” sublinhando ainda “temos um problema que tem que ser debatido: a atuação do Ministério Público”.

O nosso comentador realça ainda que “o MP tem que conduzir as suas investigações com respeito pela sua independência mas não pode estar acima do escrutínio em relação à qualidade do seu trabalho e às consequências das suas intervenções.”

No que diz respeito ao segundo tema, José Gusmão , no que diz respeito à última sondagem conhecida para as eleições de 10 de março e que coloca a AD em vantagem face ao PS, refere “desde as últimas eleições legislativas, em que as sondagens provocaram um maioria absoluta em Portugal, o mais importante é as pessoas tomarem as suas decisões ignorando as sondagens.”

Populares