8.2 C
Vila Viçosa
Segunda-feira, Maio 20, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Évora: negociações para governação da Câmara terminam sem acordo

As negociações entre os partidos eleitos, para a estabilidade governativa da Câmara Municipal de Évora, terminaram sem acordo entre as diferentes forças partidárias. Nas eleições autárquicas de 26 de setembro a CDU venceu as eleições, porém sem maioria.

A informação foi avançada à Lusa pelo presidente do município, Carlos Pinto de Sá.

Assim sendo, os pelouros serão distribuídos apenas pelos dois eleitos da CDU para o executivo. Ou seja, o presidente da autarquia e o vereador Alexandre Varela. Ainda assim, Carlos Pinto Sá garantiu que a autarquia “não fica paralisada”.

“Procurámos de várias maneiras, mas, infelizmente, não foi possível chegar a um entendimento”, afirmou à agência Lusa o autarca comunista, que perdeu a maioria absoluta nas eleições autárquicas de 26 de setembro. “Propusemos ao PS e ao PSD a possibilidade de haver um acordo entre as três forças políticas”, mas ambos os partidos “queriam um entendimento único com a CDU e entendiam que não era possível estarem os três” na gestão municipal, adiantou.

Na oposição, vão estar dois eleitos do PS, outros dois da coligação PSD/CDS-PP/MPT/PPM e um do Movimento Cuidar de Évora.

Populares