13.3 C
Vila Viçosa
Sábado, Maio 25, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Funcionário do Município de Montemor-o-Novo indiciado de desviar mais de 300 mil euros da Câmara já conheceu as medidas de coação

O Departamento de Investigação e Ação Penal de Évora já deu a conhecer as medidas de coação aplicadas ao individuo detido ontem pela Policia Judiciária, indiciado pelo crime de peculato, por ter desviado mais de 300 mil euros da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo.

Depois de apresentado ao Juiz de Instrução Criminal da Comarca de Évora, para primeiro interrogatório judicial, o funcionário da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo, indiciado pela prática de crimes de peculato foram aplicadas as medidas de coação de suspensão do exercício de funções, obrigação de apresentação no OPC, proibição de permanência em instalações dos órgãos da Autarquia, proibição de se ausentar do Concelho de residência e do país e de contactos com determinadas pessoas.

Recordamos que no “decurso das investigações foram colhidos elementos que apontam no sentido de o funcionário se ter apropriado de verbas de elevado montante, a que tinha acesso em razão das suas funções, cujo valor poderá ultrapassar os 300 000 euros.”

No momento da deteção foram ainda apreendidas duas viaturas e diverso material relacionado com a prática da atividade criminosa em investigação.

Populares