25.4 C
Vila Viçosa
Quinta-feira, Maio 30, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Gestão da Câmara Municipal de Borba volta ao antigo formato relativamente à atribuição de pelouros

Como a Rádio Campanário oportunamente noticiou, o vereador da CDU na Câmara Municipal de Borba, Joaquim Serra, entregou no final do mês de junho, ao presidente da Câmara Municipal de Borba, António Anselmo, os pelouros que lhe tinham sido atribuídos em maio de 2014.

Nesse sentido, houve a necessidade de reorganizar a atribuição de pelouros, tendo o presidente da Câmara de Borba decidido atribuir ao Vice-presidente Joaquim Espanhol que exerce o cargo a tempo inteiro, os seguintes pelouros:

Obras Municipais e Fiscalização, Loteamentos e Obras Particulares, Energia e Inovação, Água e Saneamento, Trânsito e Segurança, Mercados, Feiras e Venda Ambulante, Parque de Máquinas e Viaturas, Parques e Jardins, Cemitério, Ambiente e Limpeza Pública, Espaços Verdes, Transportes e Comunicações e Mobilidade e Rede Viária.

Já o presidente da Câmara Municipal de Borba, António Anselmo, tem a seu cargo as funções referentes às seguintes áreas:

Coordenação Geral e Representação, Gestão de Recursos Humanos, Planeamento, Ordenamento do Território e Urbanismo, Administração, Economia e Finanças, Relações Institucionais Nacionais e Internacionais, Proteção Civil, Promoção do Desenvolvimento, Ação Social e Habitação Social, Saúde, Transportes Escolares, Informação e Relações Públicas, Desporto e Tempos Livres, Educação e Juventude, Turismo, Desenvolvimento Económico e Defesa do Consumidor, Património, Cultura e Ciência e Associativismo.

Ao vereador Joaquim Serra, que exerce o cargo a meio tempo, são-lhe retiradas as funções atinentes às áreas do Desporto e Tempos Livres, Educação e Juventude, Turismo, Desenvolvimento Económico e defesa do Consumidor, Património, Cultura e Ciência e Associativismo.

De salientar que o despacho emanado pelo presidente da Câmara de Borba, António Anselmo produz efeitos a partir do dia 1 de julho de 2016, revogando o anterior datado de 9 de maio de 2014.      

Recorde-se que nas eleições autárquicas de 29 de setembro de 2013, o MUB foi o movimento independente mais votado para os órgãos autárquicos do concelho de Borba, tendo sido eleito António Anselmo para gerir o município nos quatro anos seguintes.

No entanto, após o escrutínio, o executivo camarário do concelho de Borba, ficou constituído por dois elementos do MUB – Movimento Unidos por Borba (António Anselmo e Joaquim Espanhol), um elemento do PS (Jerónimo Cavaco), que foi substituído por Nelson Sousa em julho de 2014, um elemento do PSD (Benjamim Espiguinha) e um elemento da CDU (Joaquim Serra), levando a que os eleitos do MUB tenham ficado em minoria.

Face a essa situação, e depois da tomada de posse e passados seis meses, em maio de 2014, os eleitos pelo movimento independente MUB formaram uma aliança com a CDU, tendo convidado o vereador Joaquim Serra, para exercer funções a meio tempo tendo-lhe sido atribuídos os referidos pelouros.

 

 

Populares