14.9 C
Vila Viçosa
Quarta-feira, Abril 17, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Greve de funcionários da AT Aduaneira deixa Porto de Sines parado!

A movimentação de mercadorias nos portos de Sines e de Leixões está parada e o respetivo desalfandegamento com contentores impedidos de entrar em solo nacional, devido à greve dos funcionários da AT da área aduaneira, convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos (STI), cujo protesto vai no terceiro dia.

Conforme nota d eimprensa enviada à nossa redação, em Sines, diversos contentores estão em fila de espera para sair do principal porto nacional – representa mais de metade do total de carga movimentada no país – e só são libertadas mercadorias abrangidas pelos serviços mínimos, como por exemplo, produtos perecíveis. A adesão à paralisação nacional convocada pelo STI, está a ter grandes repercussões em Sines, o que está a causar, naturalmente constrangimentos no desalfandegamento de outras cargas, destinadas, nomeadamente, à indústria automóvel, consumo, têxtil, ou fornecimento de brinquedos e artigos de natal, entre outros produtos.

No porto de Leixões, o panorama é semelhante. Como consequência da  adesão à greve, a triagem de mercadorias está totalmente paralisada, com contentores retidos   exceto os que contêm produtos perecíveis, ou outros abrangidos no acordo de serviços mínimos, que são autorizados a descarregar.

É previsível que a entrada de mercadorias continue a sofrer perturbações em vários pontos do país, já que a greve dos trabalhadores da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) estende-se até domingo.

Populares