17.6 C
Vila Viçosa
Terça-feira, Junho 18, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

JMJ:“Tivemos apoio das Câmaras e Empresas para acolher da melhor forma os peregrinos” diz João Reis, Coordenador COP Elvas(c/som)

A Arquidiocese de Évora acolhe até ao próximo dia 5 de agosto cerca de 7500 jovens peregrinos, vindos de 31 Países, que participarão nos Dias nas Dioceses (DnD) e de seguida na Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023.

Serão cerca de 5000 os jovens acolhidos pelos 15 COP – Comité Organizador Paroquial, que estão espalhados pela Arquidiocese, nomeadamente Alcácer do Sal, Borba, Benavente, Coruche, Elvas, Estremoz, Montargil, Montemor-o-Novo, Mora, Reguengos de Monsaraz, Samora Correia, Sousel, Vendas Novas, Vila Viçosa, e Évora.

Em Elvas, a Rádio Campanário falou com João Reis, coordenador do COP(Comité Organizador Paroquial) de Elvas sobre o processo de acolhimento aos cerca de 300 jovens Estrangeiros , aos quais se juntam mais de 100 jovens das paróquias de Elvas e Campo Maior, que vão estar em Elvas e onde já chegou esta quarta-feira, um primeiro grupo vindo do Togo.

João Reis começou por nos referir “esta aventura começou há cerca de um ano quando fomos desafiados pelos Jovens para fazer parte deste Comité para organizarmos esta receção das pré-jornadas e é um processo que exige muito trabalho e muita dedicação, muitas vezes um trabalho que não se vê.”

O coordenador explica que o trabalho vai desde “organizar as atividades que vão ser desenvolvidas, preparar os locais de alojamento, das refeições, contactar as Instituições que podem apoiar, como foi o caso dos Municípios de Elvas e Campo Maior assim como o setor privado através de empresas que nos tem ajudaram.”

Este trabalho, explica ainda, tem como objetivo “acolher da melhor forma possível, tanto os peregrinos estrangeiros como os locais que nos acompanham nesta jornada.”

Populares