39.8 C
Vila Viçosa
Terça-feira, Julho 23, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Mais alta a água: O Guadiana e a nova tradição da Terra viajam até Olivença!

 

A exposição temporária do Museu da Luz “Mais alta a água: o Guadiana e a nova tradução da terra” do fotógrafo António Cunha, vai estar presente no Museu Etnogáfico Extremenho-Gonzalez Santana, em Olivença a partir do próximo dia 25 de maio.

Esta exposição é a primeira resultante da parceria entre o Museu da Luz e o Museu Etnográfico Extremenho – Gonzalez Santana e pretende evidenciar a cultura das duas margens do Guadiana através do intercâmbio do trabalho de artistas plásticos de ambos os lados.

Esta exposição individual de fotografia, da autoria do fotógrafo António Cunha, é uma reedição da exposição que apresentou no Museu da Luz, em 2007.

A exposição de fotografia, que agora se apresenta em Olivença resulta diretamente de um minucioso e sistemático trabalho de recolha de imagens preconizado por António Cunha durante praticamente três anos, antes da vasta área geográfica ser submersa pelo grande lago de Alqueva.

As suas fotografias ganham hoje novo sentido, ampliando a beleza dos Sítios, dos Monumentos e do Rio agora desaparecido.

A presença da exposição ‘Mais alta a água: o Guadiana e a nova tradução da terra’, no Museu Etnográfico de Olivença, contribui não só para um novo olhar sobre um rio que se transformou em lago, mas também para permitir que as gerações de amanhã conheçam o passado e que a água, fonte de vida, traga consigo a esperança para este território.

A exposição temporária “Mais alta a água: o Guadiana e a nova tradução da terra” fica patente no Museu Etnográfico Extremenho – Gonzalez Santana, em Olivença, até 25 de junho de 2023.

Populares