21.6 C
Vila Viçosa
Terça-feira, Junho 18, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Mediante sucesso do projeto piloto de médico dentista em centros de saúde, ARS considera a expansão, diz José Robalo (c/som)

A área da saúde oral continua a apresentar-se, em Portugal, como uma das mais inacessíveis à população, em termos monetários.

José Robalo, presidente da Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo, falou à Rádio Campanário sobre as soluções apresentadas pelo serviço nacional de saúde, para apoiar os utentes e facilitar o seu acesso a estes cuidados.

Afirmando que “no serviço nacional de saúde nunca se olhou muito para a área da saúde oral”, aponta algumas soluções que têm vindo a ser criadas, como o cheque dentista, inserido no Programa Nacional de Promoção de Saúde Oral (PNPSO), do Ministério da Saúde. Esta medida faculta apoio financeiro em consultas de medicina dentária, a grávidas, crianças e idosos.

Para alargar esta medida a cuidados de saúde primários, tem vindo a ser desenvolvido um projeto piloto em dois Centros de Saúde na região Alentejo, em Portel e Montemor-o-Novo, com a disponibilização de um médico dentista, nestas unidades de saúde.

Os utentes que beneficiarão desta medida, são utentes com doenças crónicas, abrangendo assim situações em que uma infeção na cavidade bucal, “provocaria um problema em termos de descompensação da sua doença crónica”, agravando a sua condição.

Presentemente, considera o projeto piloto nos dois Centros de Saúde suprarreferidos, um sucesso, devido à resposta positiva junto do público-alvo, avançando a “possibilidade de alargar, assim que houver uma resposta adequada a toda esta população”.

 

Populares