5.9 C
Vila Viçosa
Quarta-feira, Fevereiro 28, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Mercado de Sábado Estremoz: “Espanhóis preferem hotéis e restaurantes, “onde pagam pouco” Diz Vítor Afonso

Decorreu hoje, no tradicional Mercado de Sábado, a abertura oficial das comemorações “50 anos em Liberdade: comemorações do 50. ° aniversário da Revolução de Abril de 1974”, previstas pelo Município de Estremoz.
 
A Rádio Campanário marcou presença e registou alguns deste momento e falou com um dos expositores do mercado das velharias.

O nosso entrevistado Vítor Afonso viu o mercado de Estremoz passar por um período de declínio para uma fase de renovação e vitalidade.  Atribuiu que parte desse renascimento deve-se ao período da COVID-19, onde, apesar das adversidades, o mercado tornou-se um ponto central para colecionadores e amantes de antiguidades, dada a limitação de outras atividades o mercado apenas encerrou dois fins de semana.

Abordado sobre se o potencial cliente eram espanhóis Vítor refere que os clientes espanhóis, embora frequentem o mercado, raramente investem em antiguidades no mercado de Estremoz, os espanhóis preferem gastar em hotelaria e restaurantes, sugerindo uma certa reserva ou desinteresse cultural na velharia.

 Referiu que a maior parte dos negócios no mercado é feita com pessoas da grande Lisboa, contrastando com a aparente falta de interesse dos compradores alentejanos, tanto na compra quanto na venda de antiguidades.

Vítor vê as melhorias no mercado como um desenvolvimento positivo, não só para o comércio local, mas também para a atratividade turística de Estremoz. Salienta que a cidade como um “oásis” no Alentejo, evidenciando o seu potencial para atrair novos residentes e visitantes.

Relativamente ás Celebrações dos 50 anos de Liberdade que hoje tiveram inicio no mercado de estremos com animação dos “Cabeçudos” e distribuição de cravos vermelhos: Vítor expressou que reconhece a importância histórica do evento, mas preocupa-se que as festividades possam distrair os visitantes do propósito comercial do mercado.

Populares