17 C
Vila Viçosa
Domingo, Julho 21, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Monsaraz: Casa das Avós inaugura exposição permanente que retrata os casamentos realizados nas aldeias com personagens de tecido (c/som e fotos)

A Casa das Avós inaugurou, no passado sábado, 23 de janeiro, em Motrinos, no concelho de Reguengos de Monsaraz, uma exposição permanente intitulada “A Boda da Aldeia”, que representa cinco espaços em torno do matrimónio: a celebração religiosa, o copo de água, o jantar, o jardim e o quarto de núpcias. Todas as personagem foram feitas com tecido.

A sessão cultural contou com a  atuação o Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz.

O grupo Casa das Avós, formado há cerca de três anos, é constituído por onze senhoras com idades compreendidas, entre os 54 e os 84 anos, foi criado com o objetivo de  transformar  o isolamento a que estavam remetidas numa atividade ocupacional.

A Rádio Campanário acompanhou a cerimónia e falou com a vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, Joaquina Margalha, que se mostrou surpresa com o convite para madrinha da Casa das Avós expressando que “ sinto-me extremamente orgulhosa pela  distinção que me fizeram e também por estar ligada desta forma tão carinhosa e amável a um projeto que considero tão pertinente e interessante.”

 A vereadora da Cultura  salientou que “estas senhoras são o exemplo de pessoas que estão a trabalhar ativamente numa fase da vida em que as pessoas tendem a organizar-se na sociedade de uma forma menos participativa.”

Joaquina Margalha conta-nos que o grupo Casa das Avós solicitou ao município o uso do espaço Escola Primária de Motrinos para expor os trabalhos realizados assegurando que “ o edifício público encontrava-se fechado , há alguns anos, de modo que consideramos esta proposta extremamente oportuna e acedemos para que este pudesse estar novamente ao serviço da comunidade.” Refere ainda que “ para além desta exposição, este grupo de senhoras têm tido um trabalho de grande mérito na dinamização quer a nível local como também do concelho em geral.”

Segundo  a representante do grupo ,Ana Rosa “ já tinhamos exposto ,anteriormente, alguns trabalhos, nomeadamente bordados,taleigos mas após cada exposição invadia-nos sempre um misto de tristeza e ansiedade visto que no outro dia encontravamos o espaço vazio e que nos perguntavam sempre qual seria o próximo passo, o que iriamos apresesentar.”

Portanto “  começamos a pensar em realizar uma exposição permanente e decidimos representar os casamentos que eram feitos nas aldeias por serem festas com relevo onde podiamos construir vários cenários e figurinos.”

A representante da Casa das Avós revela-nos  ainda que “ já está pensada outra mostra artesanal que com o intuito de homenagear as mulheres de Motrinos, integrará os bordados feitos pelas noivas desta aldeia, entre os anos cinquenta e sessenta, nas dobras das camas e nos almofadões.”

Populares