10.4 C
Vila Viçosa
Quarta-feira, Fevereiro 28, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

“O Nógado de Vimieiro é importante na afirmação daquilo que é a nossa tradição” diz Pres. Da Junta de Freguesia(C/som)

O Mega Nógado, iniciativa que coloca em destaque esta doçaria tipicamente carnavalesca, muito característica de Vimieiro, freguesia do concelho de Arraiolos, vai estar de volta a esta localidade no próximo dia 11 de Fevereiro.

Neste dia, os Vimieirenses e todos os que visitarem a localidade, terão oportunidade de degustar o típico Nógado de Vimieiro, numa iniciativa promovida pelo Município de Arraiolos e que conta com o apoio da Junta de Freguesia do Vimieiro.

Rui Estriga, Presidente da Freguesia, em declarações à Rádio campanário destacou a importância desta iniciativa “Mega Nógado”, uma iniciativa já de referência no concelho e que atrai sempre centenas de pessoas à freguesia.

O Presidente da Junta de Freguesia começou por nos referir “a Junta de freguesia vê esta iniciativa com muito orgulho” explicando que a iniciativa traz “uma dinâmica diferente à freguesia mas traz sobretudo a nossa tradição” destacando que a iniciativa “é importante para que as pessoas conheçam o que de melhor se faz no Vimieiro.”

Para este ano, a meta proposta é de que o Nógado atinja os 160 metros . Sobre a iguaria em si, Rui Estriga sublinha “é uma das coisas que nós fazemos bem e que queremos continuar a fazer”.

“O Nógado de Vimieiro é importante na afirmação daquilo que é a nossa tradição” frisou ainda o Autarca que considera que o processo de certificação da marca do Nógado do Vimieiro “vai fazer disparar a procura deste produto e isso, numa freguesia pequena como a nossa, irá trazer mais visitantes e beneficiar o comércio local.”

A ideia é muito bem recebida pelos produtores e para isso é relevante o facto de “Vimieiro ser uma vila onde as pessoas gostam daquilo que fazem , dos produtos que têm, e defendem-nos” sublinhando ainda o papel da Associação Reformados nesta iniciativa, uma vez que são eles que fazem a maior parte dos metros deste doce.

Desta iniciativa os produtores não tiram qualquer lucro, explica o Presidente da Junta de Freguesia “pois o ganho vão recebê-lo no futuro através da promoção e valorização do produto em si e da marca.”

Populares