25.4 C
Vila Viçosa
Sábado, Abril 20, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Portugal volta a brilhar: Miguel Oliveira prova ser o Rei da Chuva e vence o Grande Prémio da Tailândia!

Miguel Oliveira alcançou a sua segunda vitória da temporada. Como aconteceu na Indonésia (segunda etapa do ano), o piso molhado foi fundamental para o triunfo do Falcão, que provou mais uma vez ser o Rei da Chuva do pelotão.

Com 55 minutos de atraso devido a uma tempestade enorme que caiu em Buriram, no Circuito Internacional de Chang, a 17.ª prova do Mundial foi uma autêntica roleta russa, fruto do piso molhado e que colocou inclusive em causa a realização da prova.

Uma condição atmosférica positiva para Miguel Oliveira, um dos principais pilotos do pelotão nestas condições. Já na terceira volta, o piloto de Almada tinha as duas melhores voltas da prova e ocupava o quarto lugar da corrida. Na quinta, nova volta mais rápida e… a segunda posição. 

Com apenas Jack Miller à sua frente, e com mais algumas voltas mais rápidas, Miguel Oliveira manteve sempre a pressão sobre o seu adversário, vencedor do último grande prémio, que decorreu no Japão, e também um exímio piloto em piso molhado. O Falcão ainda conseguiu ultrapassar Miller na volta oito, mas de imediato o australiano respondeu e manteve o primeiro lugar. 

Nada que desmotivasse Miguel Oliveira, que continuou a pressionar Miller, conseguindo assumir a primeira posição na volta 13, posição que jamais largou ao longo da corrida, já que Jack Miller não teve perícia e moto para ultrapassar o português, terminando as 25 voltas (uma a menos do que o estipulado) na primeira posição.

Depois do segundo lugar do seu companheiro de equipa no Japão, Miguel Oliveira respondeu de forma categórica, obtendo o segundo triunfo para a KTM na temporada, dois triunfos com o seu nome.

Com este resultado, Miguel Oliveira subiu para a oitava posição do Mundial, com 131 pontos.

Populares