8.2 C
Vila Viçosa
Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Preço da habitação desce no Alto e Baixo Alentejo

No 3º trimestre de 2023, o preço mediano da habitação aumentou, face ao período homólogo, em 22 das 26 sub-regiões NUTS III.

Os dados foram hoje revelados pelo Instituto Nacional de Estatística.

Segundo o INE,

No 3º trimestre de 2023, o preço mediano de alojamentos familiares transacionados em Portugal foi 1 641 €/m2 representando um acréscimo de 0,7% face ao 2º trimestre de 2023 e de 10,0% relativamente ao 3º
trimestre de 2022.

No período em análise, as seis sub-regiões NUTS III com preços da habitação superiores aos do país registaram
também taxas de variação homóloga superiores à nacional: Grande Lisboa (2 795 €/m2 e +11,2%), Algarve
(2 654 €/m2 e +11,6%), Região Autónoma da Madeira (2 107 €/m2 e +43,0%), Península de Setúbal (1 950 €/m2
e +10,9%), Área Metropolitana do Porto (1 902 €/m2 e +14,6%) e Alentejo Litoral (1 718 €/m2 e +22,2%).

As sub-regiões Beira Baixa (-8,2%), Douro (-4,4%), Alto Alentejo (-2,4%) e Baixo Alentejo (-0,3%) registaram diminuições homólogas dos preços da habitação no 3º trimestre de 2023.

Tal como em trimestres anteriores, o Alto Alentejo apresentou o menor preço mediano de venda de alojamentos familiares (480 €/m2).


Populares