16.7 C
Vila Viçosa
Quarta-feira, Abril 17, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Presidente de Reguengos de Monsaraz diz que adesão a rede europeia de Cidades Cerâmicas vai facilitar “acesso a fundos comunitários” (c/som)

Na passada sexta-feira, dia 04 de janeiro, teve lugar em Aveiro a assembleia geral da Associação das Cidades e Vilas Cerâmicas (AptCVC), para aprovar o primeiro plano de atividades da entidade, confirmando a participação desta no Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial de Cidades Cerâmicas em 2019. A Campanário falou com José Calixto, presidente do Município de Reguengos de Monsaraz, que ocupa o cargo de Secretário da Direção, que reforçou a importância desta adesão, sobretudo no “acesso a fundos comunitários nessa área”.

O autarca começou por explicar que “é um facto que nós, Município de Reguengos, apostamos muito no trabalho em rede, em redes nacionais e redes ao nível europeu e ao nível mundial”, que são “redes por agregação, no fundo, dessas associações nacionais”.

Já “no caso da olaria, foi recentemente criada a Associação Nacional”, tendo sido agora “validada a sua adesão ao Agrupamento Europeu de Cidades Cerâmicas”, ao mesmo tempo que “foi aprovado o orçamento”.

“Os fundos comunitários cada vez mais se conseguem através de parcerias diretamente em Bruxelas”

 

 

Esta “adesão à rede europeia de Cidades Cerâmicas” vai pode significar um “acesso a fundos comunitários nessa área”, ou em “geminação de cidades”, com “intercâmbios, que no fundo disseminem boas práticas”, explica José Calixto.

Ao mesmo tempo, “significará também uma grande aproximação com outros parceiros e com intercâmbios ao nível das grandes feiras ao nível da FIOBAR, em S. Pedro do Corval, que se realizará já no próximo mês de maio e onde estas estruturas, a nível nacional e a nível europeu já estarão”.

Por outro lado, o autarca afirma também que “há também uma grande aproximação entre a Associação Nacional de Cidades Cerâmicas e a associação congênere em Espanha”, pelo que “tudo isso são mais valias para abrirmos um pouco os horizontes e para aceitarmos, de caras, aquele paradigma que é: os fundos comunitários cada vez mais se conseguem através de parcerias diretamente em Bruxelas”.

No Alentejo, os municípios de Montemor-o-Novo, Redondo, Reguengos de Monsaraz e Viana do Alentejo integram o conjunto das 14 autarquias fundadoras da AptCVC.

Populares