14.8 C
Vila Viçosa
Terça-feira, Junho 18, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Redondo: “Foi um empreendimento que parece quase uma história de ficção que alguém conseguiu fazer acontecer”, diz António Reis (c/som)

O Município de Redondo, em parceria com a Terras D’ Ossa, ADL, comemorou hoje, dia 30 de agosto, 120 anos de abastecimento de água canalizada à Vila. 
O momento foi relembrado através da exposição “O Abastecimento de Águas Cristalinas da Serra D’ Ossa à Vila de Redondo (24 de fevereiro de 1893 – 30 de agosto de 1903”.
A inauguração da exposição teve lugar no Centro Cultural de Redondo, pelas 18h, e vai estar patente até dia 1 de outubro.

A Rádio Campanário esteve presente e falou com António Reis, coordenador da exposição, que nos falou sobre a exposição e a comemoração dos 120 anos do abastecimento de água canalizada na vila.

António Reis elucidou o significado da exposição: “120 anos do início do abastecimento da vila de Redondo com água da Serra D’Ossa, aqui ainda não estamos a falar em república, estamos a falar de 1903, faltavam ainda 7 anos para se chegar à república, é um empreendimento que parece quase uma história de ficção que alguém consegue transpor para o universo político e fazer com que isto aconteça, o processo levou quase 10 anos, aquilo que se comemora hoje é de facto os 120 anos do término da conclusão de todo este processo.”

O coordenador da exposição destacou que o abastecimento de água é uma empreitada perene: “É uma obra que não tem fim, porque enquanto houver água, há gente, e portanto à partida as coisas terão sempre de melhorar, nesta altura a água era gratuita, a partir de 1927 passou a haver abastecimento domiciliário e passou a ser pago…”

Além disso, partilhou um detalhe interessante sobre a influência do abastecimento de água na economia local: “vai dar origem também ao surgimento de uma indústria de refrigerantes chamados refrigerantes Serra D’Ossa, que durou até meados da década de 70.”

Populares