13.2 C
Vila Viçosa
Sábado, Maio 25, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Sharish: o gin alentejano que está a conquistar o mundo

CM Reguengos de Monsaraz

O gin Sharish, criado por António Cuco em 2014, em Reguengos de Monsaraz, tornou-se um sucesso por todo o mundo e já chegou a 30 países.

Há cerca de uma década atrás, a moda do gin começou a pegar em Portugal e o interesse por esta bebida fabricada à base de zimbro rápidamente cresceu, não só por parte dos seus consumidores, como também por parte dos empreendedores, que viram uma oportunidade de criar as suas próprias versões do produto, tal como fez António Cuco com a criação da marca de gin Sharish.

Em declarações ao NIT, o produtor revela que “Os meus pais tinham um restaurante e um grupo de amigos meus começou a pedir gin. Depois, durante um almoço, alguém sugeriu que tivéssemos um gin da casa”. Após uma pesquisa e vários testes, nasceu então este gin alentejano que já chegou a mais de 30 países, quer via online, quer através de garrafeiras, onde se incluem países como Estados Unidos da América e Hong Kong.

Segundo o NIT, o sabor desta bebida destingue-se pelos aromas tipicamente portugueses e também pelas memórias de infância do seu criador, que recorda quando a sua avó lhe dava maçãs Bravo de Esmolfe, que é uma variedade das mais aromáticas que existem, dando um sabor distinto ao Sharish Original.

O sabor do Sharish Original vai buscar o seu sabor às maçãs, já o Sharish Blue destingue-se pelo aroma a morangos e framboesa sendo também este o gin que capta a atenção de quem gosta de ter uma verdadeira experiência com a bebida. Um dado curioso sobre o Sharish Blue é que, se juntar água tónica, a coloração azul deste gin muda para um tom em verde.

Apesar de se encontrar à venda em vários países, muitos são aqueles que viajam do estrangeiro, de propósito, até à destilaria no Alentejo, para adquirir os produtos da marca e não só, uma vez que a marca tem o primeiro e único Centro de Interpretação do Gin da Península Ibérica, uma história que já foi até contada em várias publicações internacionais e digna de entrar na lista das sete melhores destilarias da Europa para visitar da “The Luxury Editor”.

 

Fonte: NIT

Populares