24.3 C
Vila Viçosa
Segunda-feira, Junho 17, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Smart Cities: “Vários países da Europa partilharam nesta conferência boas práticas para o Alentejo” diz Alexandra Correia, ADRAL(c/som)

 

O Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia (PACT) e a Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo (ADRAL), realizaram, nos últimos dois dias,  a Conferência Internacional “Smart Cities, Smart Future?” .

Durante os dois dias da conferência 20 especialistas nacionais e cinco internacionais vão falar de temas relacionados com as cidades inteligentes, concretamente: mobilidade inteligente e sustentável, desenho de cidades inteligentes, financiamento de projetos “smart”, inteligência artificial entre outros.

A Rádio Campanário esteve presente e falou com a Drª. Alexandra Correia, representante da ADRAL sobre esta conferência e também sobre o balanço que esta faz da mesma. Alexandra Correia começou por nos referir que “o balanço é muito positivo. Tivemos aqui uma sala cheia, com mais de 80 pessoas presentes que tiveram a assistir e a participar. Esta conferência nasce de um projeto que é coordenada pela ADRAL e foi realizado em parceria com o PACT. Esta conferência tentou abranger um conjunto de temáticas e um conjunto de agentes envolvidos neste tema das smart cities e, aqui estamos a falar de autarquias, regiões, empresas, a academia, de uma forma diversificada tentámos que fosse um programa bastante completo e conseguisse abordar o tema de várias perspetivas.”

“Este é um tema que está na ordem do dia, uma vez que estamos num processo de transferência digital, temos uma agenda digital também para implementar na região e é algo que é transversal a todos os setores, que a nossa região tem que acompanhar e tem como objetivo situar-se no grupo da frente. Foram dois dias muito ricos, tivemos a participação de vários países da Europa, que contribuíram com experiências que estão a decorrer noutras cidades e que são boas práticas para nós olharmos com atenção e para trazermos para o nosso território”, acrescentou.

A representante da ADRAL referiu ainda que “as cidades nas quais identificámos alguns desafios, oportunidades e necessidades foram Évora, Portalegre, Beja, Sines e Santarém”.

Questionada sobre a complementação entre as várias agendas digitais, Alexandra explicou que

 

 

Populares