10.9 C
Vila Viçosa
Domingo, Abril 14, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Surto de sarna no Hospital de Beja atinge enfermeiros, assistentes operacionais e doentes

De acordo com a notícia avançada pelo Jornal de Notícias, um surto de sarna no Hospital José Joaquim Fernandes, em Beja, atingiu três enfermeiros, dois assistentes operacionais e pelo menos três doentes, do 3º Piso-Medicina 1, apurou o JN junto de fonte conhecedora do processo.

O foco, segundo indica a notícia, parece estar centrado na Ala Esquerda daquele piso. Na Ala Direita do piso funciona o internamento de doentes com covid-19, que não foram afetados.

O Gabinete de Comunicação da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) “confirma a existência do episódio”, que “afetou” alguns profissionais que foram “avaliados e medicados” justificando que o mesmo “ficou sob controlo”. A ULSBA acrescenta que “foi acionado o protocolo para os doentes internados”, ao que o JN apurou extensivo aos infetados com covid-19.

O foco de contágio terá começado com um doente de 67 anos, que deu entrada nos serviços em meados de junho, segundo apurou o JN. O doente em causa teve alta hospitalar no passado dia 25, ao que foi possível já curado da infeção.

“Só quando as queixas dos funcionários começaram é que a situação foi assumida”, revelou uma fonte conhecedora do processo ao JN, tendo os queixosos sido enviados a consultas de dermatologia no Hospital do Espírito Santo, em Évora. A ULSBA justifica que “prestou todas as condições de apoio aos seus profissionais”, nomeadamente “disponibilizado” transporte da instituição paras as referidas consultas.

Em termos clínicos e por questões de prevenção, a Unidade “acionou protocolos para as restantes equipas do piso”, acrescentando que “não houve necessidade de isolamento de profissionais, nem de encerramento dos serviços.

A concluir a ULSBA assegura que “no melhor interesse dos profissionais e utentes mantêm-se as medidas adicionais implementadas”.

Populares