13.2 C
Vila Viçosa
Segunda-feira, Junho 17, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Sustentabilidade Vinhos Alentejo: “Temos 11 produtores certificados mas até fim do ano queremos o dobro” diz João Barroso da CVRA(c/som)

 

Criado em 2015 pela Comissão Vitivinícola da Região Alentejana, o Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo conta, atualmente, com 517 membros, que representam 52% da área de vinha do Alentejo, e com 11 produtores certificados.

À margem do lançamento de um projeto piloto de economia circular que vai permitir reciclar e transformar em novos produtos os resíduos de plástico gerados nas adegas da região, a Rádio Campanário falou com João Barroso, coordenador do Programa de Sustentabilidade, sobre o seu desenvolvimento e as aspirações para o futuro.

João Barroso começou por nos referir “o projeto está a correr especialmente bem” acrescentando “temos tido uma adesão constante de produtores, havendo inclusivé uma pressão de produtores de maior dimensão em envolver os seus fornecedores, seja de uva, seja de vinho, no sentido de estarem dentro da cadeia de produção sustentável que este programa incentiva.”

Segundo João Barroso o grande foco, está por estes dias, “na certificação que o projeto oferece e que permite uma vantagem competitiva em vários mercados, nomeadamente em mercados estrangeiros.”

Não só estamos a assistir a um crescendo interesse por parte dos mercados nesta certificação que, por consequência vai-se refletir no aumento de vendas, como inclusivamente, ao nível interno, temos observado com bastante atenção que está a haver um aumento interessante do valor da matéria prima, nomeadamente da Uva porque se for uma uva PSVA tem um valor de mercado mais elevado.”

Escandinávia, Noruega, Suécia, Finlândia, Dinamarca ou Canadá são países para onde se está a exportar bastante bem os vinhos certificados.

Prevê-se que 2022 e 2023 sejam dois anos muito interessantes em termos do potencial de valor acrescentado do vinho alentejano derivados desta certificação.”

Neste momento o objetivo principal é “aumentar o número de produtores certificados prevendo-se que até final do ano possa existir o dobro do número que existe neste momento.”

A CVRA foi criada em 1989 e é responsável pela proteção e defesa da Denominação de Origem Controlada (DOC) Alentejo e da Indicação Geográfica Alentejano, certificação e controlo da origem e qualidade, promoção e fomento da sustentabilidade.

O Alentejo é líder nacional em vinhos certificados, com cerca de 40% de valor total das vendas num universo de 14 regiões vitivinícolas em Portugal.

Com uma área de vinha de 23,3 mil de hectares, 30% da sua produção tem como destino a exportação para cinco destinos principais, designadamente Brasil, Suíça, Estados Unidos da América, Reino Unido e Polónia.

 

Populares