12 C
Vila Viçosa
Sábado, Fevereiro 24, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

“Tradição Islâmica no Alentejo : Alvito lidera consórcio responsável por candidatura apresentada

O Município de Alvito lidera o consórcio responsável pela candidatura apresentada ao Alentejo 2030, no âmbito do Provere, candidatura esta sobre a “Tradição Islâmica no Alentejo”.

O consórcio é composto pelos Municípios de Beja, Mértola e Moura, e ainda pela Universidade de Évora, ADRAL –
Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo, Campo Arqueológico de Mértola, EBM – Associação Estação Biológica de Mértola, ARPTA – Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo, Novalvito – Escola Profissional de Alvito; SPIRA, Associação Heranças do Alentejo, Confraria dos Gastrónomos do Alentejo e DarkSky Alqueva´.

Estruturado em dois eixos fundamentais, pretende realçar a herança cultural e histórica que a Civilização Islâmica deixou neste território entre os séculos VIII e XIII e da qual existem vestígios materiais e imateriais, tradições, técnicas
e saberes que moldaram as gentes que residem e trabalham no Alentejo, mas também a digitalização como meio de valorização, disseminação e desenvolvimento económico de um conjunto de áreas de atividade emergentes e tradicionais no Baixo Alentejo.

A EEC PROVERE “Tradição Islâmica no Alentejo” tem como ambição contribuir de forma decisiva para incrementar a atratividade do território do Baixo Alentejo em termos de qualidade de vida e de coesão social e de referência como opção de residência para casais jovens altamente qualificados na região. Nesse sentido, a valorização deste património e a criação de novos laços de desenvolvimento económico e tecnológico com os países islâmicos e com os seus descendentes espalhados, principalmente pela União Europeia, mas também pelos Estados Unidos será o objetivo deste projeto que se centra em: Produção de conhecimento científico e valorização do património cultural e arqueológico do território; Estruturação e promoção de oferta de turismo cultural; Desenvolvimento de indústrias do conhecimento, Promoção da agricultura sustentável, biológica e circular e a criação de parcerias para o investimento com a comunidade Islâmica, nomeadamente de Marrocos aos países do Golfo e com a Turquia.

Populares