20.4 C
Vila Viçosa
Domingo, Junho 23, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

UÉ expõe trabalhos dos alunos do 1º ano de Arquitetura na Igreja do antigo Convento do Salvador

allaboutportugal

Dispositivos Urbanos para a Cidade de Évora II é o tema da exposição está aberta ao público, na Igreja do antigo Convento do Salvador – Rua do Salvador, n. 2, em Évora. A exposição apresenta os trabalhos dos alunos da Unidade Curricular Projeto II do Mestrado Integrado em Arquitectura da Universidade de Évora (UÉ), sob a curadoria dos docentes Sofia Aleixo e João Santa Rita.

A iniciativa realiza-se numa articulação entre a Direção Regional de Cultura do Alentejo (DRCAlentejo) e a Universidade de Évora – que teve início em 2019 com a primeira exposição sobre o tema Folies para Évora, então com propostas para o Largo das Alterações. Nesta segunda exposição temporária de trabalhos de alunos do primeiro ano apresentam-se trabalhos inicialmente pensados em equipas internacionais no âmbito do workshop internacional UoU (Universidade das Universidades) e despois desenvolvido pelos alunos da UÉ, retomando-se, em pós-pandemia, a divulgação dos trabalhos de estudantes recém chegados à universidade, e à cidade.

A Exposição tem como subtítulo Follies para a Praça do Sertório / Largo do Chão das Covas numa referência ao objetivo do exercício de reconhecer nesta cidade histórica os seus espaços públicos identitários, onde a cultura e o encontro social acontecem, incentivando as comunidades urbanas a usufruir do seu espaço público, intervindo nos vazios urbanos de modo a criar novas dinâmicas, promover a saúde, a felicidade e o bem-estar das pessoas: incentivando o placemaking.

A Exposição, que apresenta uma selecção de 8 propostas de dispositivos urbanos/Follies, procura demonstrar que é possível criar momentos de pausa nos espaços públicos de uma cidade onde o constante movimento, de quem habita e de quem visita, esquece o usufruto e valorização demorada e aprazível dos seus valores mais simples.

Évora, Património da Humanidade desde 1986 e em 2027 Capital Europeia da Cultura, dispõe de novo de ideias concretizáveis para os seus vazios onde, temporáriamente, se podem instalar dispositivos urbanos que potenciam os valores socio-culturais presentes nesta cidade histórica única.

A organização resulta de uma parceria entre o Departamento de Arquitetura da Escola de Artes da Universidade de Évora, a Direção Regional de Cultura do Alentejo e o Cabido da Sé de Évora, e a Ordem dos Arquitectos – Secção Regional do Alentejo.

A mostra, que ficará patente ao público até dia 10 de junho de 2023, e poderá ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

 

 

Fonte: Universidade de Évora

Populares