Mora

Associação recebe apoios da Marinha Portuguesa para defesa da espécie Chapim na floresta de Cabeção. Ouça a entrevista do responsável (c/som)

Associação recebe apoios da Marinha Portuguesa para defesa da espécie Chapim na floresta de Cabeção. Ouça a entrevista do responsável (c/som) Foto: Associação Amigos da Natureza de Cabeção
Entrevistas 27 Jul. 2020

Criada em junho de 1987 a Associação Amigos da Natureza de Cabeção (AANC), no concelho de Mora, promove “a defesa do ambiente, do património natural, a conservação da natureza, a promoção da qualidade de vida; a cultura e o recreio entre os seus associados e a população em geral”.

Recentemente, a Marinha Portuguesa uniu-se a esta associação através da doação de caixas que guardavam espoletas de minas.

Em entrevista à RC, José Aleixo, presidente da AANC explica que estas caixas “estavam para destruição” e foi resolvido reaproveitá-las no projeto “Chapim”, criando “ninhos para aves na Mata Nacional de Cabeção, com o objetivo de implementar e aumentar as oportunidades de nidificação das aves na mata”.

A esta projeto juntou-se ainda o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) que anteriormente já tinha ajudado a Associação a colocar ninhos nesta mata. “No ano passado colocámos 40 ninhos e 75% estavam ocupados com espécies como o Chapim Real, o Chapim Azul e o Chapim de Poupa, cuja existência numa mata é sempre uma mais valia porque se alimentam de insetos que são muitas vezes fonte de pragas e de doenças de área florestal”.

A oferta das caixas por parte da Marinha Portuguesa foi “uma mais valia”, pois desta forma a AANC “poupa bastantes recursos financeiros”, sendo que para se construir uma destas caixas de ninha, se despendem cerca de oito euros e a Marinha já “nos deu 100 caixas, assim conseguimos poupar alguma verba e reciclar algo que seria destruído”.

Devido à boa conservação da madeira das caixas, que já são de 1957, mas no interior tinha produtos para retirar a humidade, não há a necessidade de restauro.

Segundo refere o presidente da Associação, “A sua madeira está muito bem conservada e acreditamos que vão ter muita resistência à chuva e ao sol, com uma duração 5/6 anos”.

A Associação Amigos da Natureza de Cabeção, tem como base do seu trabalho a proteção da floresta e das espécies, mas também conta com atividades como “observação de aves, caminhadas, passeios de canoa, descida de rios, vigilância às floretas, temos o projeto Alentejo Verde 2020 com uma torre de vigilância de observação de incêndios e muito mais”.

No total são cerca de 1050 sócios, sendo que no ativo estão cerca de 330.

“Temos cerca de 300 sócios ativos. É muito bom também para a economia local, porque como muitos são de fora, ao virem participar nas atividades ficam a dormir em entidades hoteleiras que temos protocoladas, alimentar-se na restauração local e acabam por dinamizar a economia local”.

Para além do apoio da Marinha Portuguesa a AANC tem também o apoio da Junta de Freguesia de Cabeção, da Câmara Municipal de Mora e “alguns protocolos com outras entidades”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Agosto 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31