Evora

Novo espaço do serviço de urgência Covid-19 "poderá ter já hoje 14 doentes" diz Diretor do Serviço de Urgências do HESE (C/Som)

Entrevistas 10 Jan. 2021

Foi hoje apresentada o novo serviço de urgência Covid do Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), que irá complementar e ampliar a resposta do serviço de urgências, sendo que serão redobrados os postos de atendimento e disponibilizados 14 espaços para tratamento de doentes com problemas respiratórios Covid-19.

Em declarações aos jornalistas, o Coordenador da "Task-Force" Covid-19 e Diretor do Serviço de Urgência do HESE, Dr. Rui Matono, afirma que, "neste momento, esta ala representa um acréscimo de 14 postos de atendimento. Duplicamos o número de postos de atendimento que previsivelmente podemos atender. O ADR que está em funcionamento no núcleo de exames especiais tem também 12 postos de atendimento," logo, "representa um acréscimo de mais 100%"

Esta nova ala foi reorganizada e expandida como adaptação à pandemia, tendo demorado cerca de 2 meses a ter sido preparada em conformidade com as necessidades de combate à Covid-19.

 

A situação de tensão no HESE foi divulgada pela Presidente do Conselho de Administração, Dra. Maria Filomena Mendes, que esta semana disse que existem momentos no serviço de urgências há quatro vezes mais procura que a capacidade de resposta. "Nós estamos num momento crítico da pandemia no nosso país", frisa o Coordenador. "O Alentejo não é diferente, neste momento [a situação] no país está a aumentar, e nós estamos a aumentar," explica.

Em relação a este acréscimo de postos de atendimento face à situação geral vivida no Hospital de Évora, esta, "é uma duplicação que pode não ser o suficiente e potencialmente até não será o suficiente," frisa. "Porque a pandemia cresce muito mais depressa do que nós conseguimos criar espaços, equipar esses espaços e ter recursos humanos," confessa.

A nova ala dos serviços de urgência dedicada a doentes respiratórios Covid-19 inicia a sua total atividade hoje, com exceção da sala de reanimação. Questionado acerca da entrada de doentes Covid-19 já hoje na unidade, o Diretor dos Serviços de Urgência mostra incerteza. No entanto, "poderá ao final do dia ter aqui 14 doentes." Em relação à lotação do serviço de urgência, adianta que, "neste momento estamos no nosso limite previsto. Temos 14/15 doentes, alguns deles à espera de serem internados."

Em declarações à RC, o Coordenador explica que em termos de serviço de urgência esta nova ala irá mitigar a necessidade de transferir doentes Covid-19 do distrito de Évora para outros hospitais distritais do Alentejo. "Tendo mais espaço, podemos acomodar mais doentes, o que quer dizer que, teoricamente, não será necessário interromper a entrada de doentes com orientação CODU."

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31