Alentejo

Construção do Hospital Central do Alentejo apenas aguarda “aprovação superior” para adjudicação da obra, garante José Robalo, presidente da ARS Alentejo (C/SOM)

Regional 27 maio 2020

O presidente da Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo, José Robalo, garantiu, em entrevista à Rádio Campanário, que o processo para a construção do Hospital Central do Alentejo, que vai ficar situado em Évora, está concluído. e que a ARS Alentejo está a aguardar pela “aprovação superior, que nos permita avançar rapidamente para adjudicação da obra e também para o envio posterior ao Tribunal de Contas”.

José Robalo referiu que o relatório do processo irá ser publicado “assim que tenhamos a capacidade de adjudicação” da obra, esclarecendo ainda que o processo da candidatura da obra ao Portugal2020, da qual vai receber 40 milhões de euros, está fechado.

Questionado se o compromisso do Governo continua firme, o dirigente frisou que a construção do novo Hospital “é uma obra de um volume financeiro significativo e isso tem de ser autorizado por que tem poder de decidir estes procedimentos. Todo o compromisso que tinha sido assumido pelo Governo, não tenho nenhuma observação a fazer em relação a esse assunto, porque esse compromisso tem se mantido e vai-se manter”.

O Hospital Central do Alentejo está previsto ficar concluído em 2023. No entanto, a pandemia COVID-19 veio alterar muitos planos futuros. Mas José Robalo não tem dúvidas de que “a capacidade de construção é muito estruturada e desenvolvida e irão cumprir o prazo para a construção. Não temos dúvidas que vamos ter o Hospital Central do Alentejo a laborar até final de 2023.

Sobre as incompatibilidades entre o Governo, a ARS do Alentejo e o Município de Évora, no que diz respeito a acessibilidades e arruamentos, o presidente da ARS do Alentejo disse que “já tivemos algumas reuniões, e já identificámos áreas que representariam menos dificuldade de concretização, mas digamos que a grande discussão se iniciará no momento em que a ARS possa fazer adjudicação da obra, porque aí é que teremos efetivamente autorização para avançar com a construção. No entanto, já há conversações com a autarquia eborense para percebermos as dificuldades do município e como podemos ajudar a autarquia a concretizar esse projeto”.

Recorde que o grupo espanhol Acciona venceu o concurso público para a construção do novo Hospital Central do Alentejo, em Évora, num investimento de 180 milhões de euros.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31