02 Out. 2022
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00

Alentejo

“Esperamos que a AR reconheça a importância destes investimentos no desenvolvimento desta região do Alentejo” diz Claudino Matos, signatário da Petição(c/som)

Regional Escrito por  22 Set. 2022

 

 

A Assembleia da República (AR) informou o Secretariado da Plataforma Alentejo que vai apreciar a sua Petição nº 622/XIII/4ª na Reunião Plenária do dia 28 de setembro, a partir das 15h00.  

A Petição “Plataforma Alentejo - Estratégia Integrada de Acessibilidade Sustentável do Alentejo nas ligações Nacional e Internacional”, apresenta um conjunto de prioridades no domínio das acessibilidades e transportes que são consideradas fundamentais para o desenvolvimento sustentável de toda a região do Alentejo, bem como para a sua coesão social, territorial, ambiental e energética, com benefícios para a totalidade do território nacional.

A Rádio Campanário falou com Claudino Matos, signatário desta petição, que começou por nos referir “esta petição surgiu da iniciativa de empresários, Instituições de Ensino, Entidades e Câmaras Municipais do Alentejo interior que se associaram a esta iniciativa devido à dificuldade que temos em convencer os nossos governantes em fazer investimentos em acessibilidades na nossa região.”

A petição subscrita por mais de 600 pessoas incide especialmente na questão da ferrovia considerando , como nos referiu o signatário “prioritária a eletrificação e modernização das Ligações Ferroviárias Sines-Caia por Beja (com ligação à Funcheira – Linha do Algarve) e Portalegre-Abrantes. “

Esta petição considera ainda, para além da necessidade do investimento na Ferrovia, prioritário que se considere o Aeroporto Internacional do Alentejo/Beja como parte do sistema aeroportuário nacional. A este propósito Claudino Matos refere “é uma estrutura que está construída , tem as condições que tem, precisa obviamente de acessibilidades mas que pode ser um complemente ao aeroporto de Lisboa e também de Faro.”

A petição invoca ainda a necessidade da requalificação, em perfil de autoestrada, ligando o nó da A26 a Beja, e a ligação do nó da A23 (Nisa) ao nó da A6 (Estremoz) tal como nos indicou o seu signatário destacando “não temos que ter autoestradas em todo o lado mas Beja e Portalegre são as únicas capitais de distrito que não estão servidas por vias como deve ser.”

Claudino Matos refere ainda que esta petição já foi apreciada por uma comissão em duas legislaturas sem ter tido qualquer seguimento voltando agora a estar na ordem do dia.

As expetativas para esta nova apreciação da petição, refere Claudino Matos “certamente toda a gente vai estar de acordo com os factos invocados na petição e todos os grupos parlamentares consideram uma prioridade o desenvolvimento desta região “ acrescentando contudo “que depois nada avança”.

Esperamos que dentro do Plenário haja reconhecimento da importância destes investimentos para o desenvolvimento integrado desta região do Alentejo” conclui.

 

 


 

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31