Imprimir esta página

Viana do Alentejo

Fábrica da Igreja Paroquial de Viana do Alentejo lança concurso de 1,1 milhões de euros para empreitada de requalificação do Santuário de N.S. D’Aires

Regional 13 Jul. 2017

Foi lançado esta semana em Diário da República, pela Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia de Viana do Alentejo, o concurso público para adjudicação da empreitada de Conservação e Requalificação do Santuário de Nossa Senhora D'Aires, em Viana do Alentejo.

Este concurso que tem valor base de 1.100.000.00 EUR, e tem “por objeto o fornecimento dos materiais e execução de todos os trabalhos necessários à execução de obras de conservação e requalificação no Santuário de Nossa Senhora de Aires, localizado no concelho e freguesia de Viana do Alentejo, no distrito de Évora dotando o espaço das condições necessários para o efeito. A intervenção consiste genericamente na recuperação dos elementos existentes, substituição de caixilharias, recuperação de rebocos, pinturas, execução de edifício de apoio e execução das instalações técnicas necessárias ao funcionamento tal como é definido nas peças escritas e peças desenhadas.

Recordamos que o Santuário de Nossa Senhora d’Aires, em Viana do Alentejo, classificado como Monumento Nacional, vai ser alvo de um projecto de conservação, requalificação e musealização, num investimento elegível de 1,5 milhões de euros, com apoios comunitários.

Monumento Nacional desde 2012, o santuário, de traça barroca com elementos rococó, situa-se a dois quilómetros da vila e é espaço de devoção e de romaria, conservando uma coleção de ex-votos “de excecional valor, pelo carácter iconográfico da religiosidade popular”, explicou a câmara municipal.

O projeto de conservação, requalificação e musealização do espaço foi candidatado ao programa operacional Alentejo 2020, tendo sido aprovada uma comparticipação comunitária de 75% através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

A Câmara de Viana do Alentejo, anunciou ter estabelecido um protocolo, pela duração de quatro anos, com a Fábrica da Igreja Paroquial para apoiar 7,5% do investimento, o que envolve a atribuição de 112.500 euros.