Evora

Hospital de Évora tem “plano de ação” para reduzir lista de espera de quase três anos na cirurgia de obesidade (c/som)

Regional 17 maio 2018

Com a lista de espera para cirurgias de obesidade “muito para além daquilo que é razoável”, o Hospital do Espirito Santo, em Évora, tem um “plano de ação para recuperar a lista no espaço de um ano”, segundo Maria Filomena Mendes, presidente do conselho de administração do Hospital.

Atualmente, a lista de espera é de quase em três anos, algo que a responsável justifica com a “dificuldade de contratação de anestesistas” e o facto de ser o único Hospital no Alentejo com esta cirurgia faz com que receba, por alteração legislativa, “doentes de toda a região, mas também Algarve, Lisboa e Setúbal”, disse.

Apesar de considerar que “a capacidade instalada permite dar resposta a um número bastante significativo de doentes”, Maria Filomena Mendes aponta a falta de anestesistas como “o principal problema”, forçando a que sejam feitas “menos intervenções do que anteriormente”.

Ainda assim, o HESE tem um “plano de ação para recuperar a lista no espaço de um ano”, que passa por “aumentar a atividade” e a “hipótese de anestesistas destinados apenas a este tipo de cirurgia”, que está a ser equacionada.

Questionada se a equipa necessita de ser aumentada, Maria Filomena Mendes refere que “não nos parece, neste momento, que necessite de ser reforçada”, pois as equipas internas “estão disponíveis” para aumentar a atividade, o que significa “operar mais e fora de horas”, acrescentou.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Abril 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30