16.5 C
Vila Viçosa
Quinta-feira, Julho 18, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

“Alentejo pode afirmar-se como plataforma de investimento e internacionalização”, Diz Ministro da Economia.

Évora, 28 de junho de 2024 — Realizou-se hoje na Universidade de Évora o seminário “Construir o Desenvolvimento Económico a partir do Interior: Atração e Fixação de Talento”, que contou com a presença do Ministro da Economia, Pedro Reis. A Rádio Campanário esteve presente e ouviu as declarações do Ministro durante o evento.

Na sua intervenção, Pedro Reis destacou a importância da Universidade de Évora como um elo entre a história e o futuro, sublinhando o seu papel na promoção do talento e da economia. “Faz a ponte entre a história e o futuro, entre o talento e a economia, mostrando como é possível sonhar mais alto,” afirmou o Ministro.

Pedro Reis salientou ainda a capacidade do Alentejo de se afirmar como plataforma de investimento e internacionalização, referindo a presença de importantes figuras empresariais como a família Nabeiro, Dr. José Roquete e Dr. António Paragana. “Havendo grandes projetos e equipas, e uma articulação com universidades e outros polos de conhecimento, não há fronteiras,” disse.

O Ministro da Economia abordou a necessidade de atrair investimento externo e destacou a importância de quebrar as barreiras que condicionam o interior do país. “Estes visionários viram potencial onde outros viam isolamento. Viram futuro onde outros viam passado,” elogiando a visão e ambição dos líderes empresariais presentes.

Pedro Reis sublinhou a importância de um crescimento sustentável e humanista da economia portuguesa, destacando a necessidade de aliviar a fiscalidade, construir infraestruturas estratégicas e promover a inovação. “A economia de hoje está muito dependente da energia e da água. Precisamos de tomar decisões de fundo para assegurar a sustentabilidade e o equilíbrio,” afirmou.

O seminário abordou também a importância de reduzir a burocracia e promover a competitividade. “A burocracia é só vontade e determinação. Precisamos de criar condições para que as empresas possam crescer sem obstáculos desnecessários,” frisou Pedro Reis.

O evento contou ainda com discussões sobre a capitalização das empresas e a necessidade de atrair e fixar talento em Portugal. “Há países que fazem isso bem. Nós também podemos e devemos fazê-lo,” afirmou o Ministro, referindo-se a exemplos como o Canadá e Singapura.

Para concluir, Pedro Reis destacou a importância da colaboração entre o setor público, privado e académico para construir um futuro melhor para Portugal. “Acreditamos que a criação de riqueza e o investimento são as melhores formas de construir uma sociedade equilibrada e humanista,” disse, apelando à despolitização das discussões económicas e à promoção de uma visão de longo prazo para o país.

O seminário na Universidade de Évora sublinhou a necessidade de um esforço conjunto para desbloquear o potencial de crescimento do interior de Portugal, promovendo a atração e fixação de talento como chave para um desenvolvimento económico sustentável.

Fotorreportagem: Ana Rocha

Populares