37 C
Vila Viçosa
Quarta-feira, Julho 24, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Borba:“O orçamento chumbou com 10 votos contra; não querem,é problema deles e de Borba”diz Presidente da CM (c/som)

Tal como a Rádio Campanário já noticiou, a Assembleia Municipal de Borba reuniu na passada sexta-feira e um dos pontos da ordem de trabalhos foi a discussão e votação do orçamento municipal para 2023.

O orçamento foi chumbado nesta sessão, com 10 votos contra , das bancadas da CDU, PS e PSD.

A Rádio Campanário falou com António Anselmo, Presidente da Câmara Municipal de Borba que em declarações à RC referiu, a propósito desta votação, “a Assembleia Municipal tem 19 membros,e 10 votaram contra e nove a favor “ acrescentando “a democracia é assim, o voto ganha.”

Questionado pela Rádio Campanário se , ao abrigo da legislação em vigor, foi cumprido o estatuto da oposição através do pedido de contributos às restantes forças políticas, António Anselmo referiu “eu isso não discuto, há o estatuto da oposição em que é obrigatório mandar para as pessoas que fazem parte da Assembleia , agora se receberam muito antes ou muito depois , não faço ideia.”

O Autarca refere que não foram apresentadas propostas por parte da oposição. Questionado pela RC se existia abertura para incorporar no orçamento algumas das propostas que pudessem ter vindo a ser apresentadas pelas forças políticas da oposição , o Autarca refere “ando nisto há 20 anos, fui presidente de Junta em São Bartolomeu 8 anos, 4 na Matriz, e neste momento estou no terceiro mandato na câmara, é claro que tenho abertura.”

Para António Anselmo “muito mais importante do que falar é resolver.”

Para já e de acordo com o Autarca, “não existem agendadas quais reuniões e depois do que se passou sexta-feira, estou cada vez mais tranquilo: não querem, o problema é deles e de Borba e não meu.”

Por último, e questionado sobre o facto de a oposição o “acusar” sobre uma postura mais acutilante para com o Presidente da Junta de Freguesia de Rio de Moinhos, António Anselmo esclarece “eu sei o que disse e sei sempre o que digo.”

António Anselmo conclui “cada um faça o que quiser, dez vale mais do que nove por isso valeram mais os dez que votaram contra, do que os nove que votaram a favor. É a vida”

 

Populares