32.6 C
Vila Viçosa
Segunda-feira, Julho 22, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Calor antecipa vindimas no Alentejo!

Devido à seca persistente e às preocupantes alterações climáticas, a safra de vindimas deste ano teve de ser antecipada na sua maior parte. Um dos nomes mais renomados do setor, João Portugal Ramos, produtor de vinhos estabelecido no pitoresco Alentejo, trouxe à tona suas experiências ao longo de mais de quatro décadas no ofício, salientando que a colheita deste ano ocorreu em período sem precedentes na região.

João Portugal Ramos, um experiente viticultor, destaca que duas realidades distintas emergem no cenário do Alentejo, sendo a água do imponente Alqueva a principal variável diferenciadora. O reservatório do Alqueva tem sido um elemento crucial para mitigar os efeitos da seca, permitindo certo nível de resiliência nas operações agrícolas e vinícolas.

A situação da seca atingiu níveis alarmantes, com quase a totalidade do território enfrentando condições de seca meteorológica, enquanto mais de um terço da área lida com situações de seca severa e extrema, concentrando-se principalmente nas regiões do Alentejo e do Algarve. Diante desse cenário crítico, a comissão encarregada de monitorar os impactos da seca convocou uma reunião para esta sexta-feira, com o objetivo de avaliar a situação atual.

No Alentejo, algumas comunidades estão agora dependendo do fornecimento de água por autotanques, uma realidade preocupante que levou os bombeiros a realizarem mais de 1.500 abastecimentos de água somente este ano, conforme relatado pela edição de sexta-feira do Jornal de Notícias.

Enquanto o Algarve atualmente evita déficits de água, a região está considerando aumentar as tarifas ainda este ano, numa tentativa de conter o crescente consumo de água. Por outro lado, mais a norte, a Associação dos Agricultores e Pastores divulgou dados alarmantes: metade de seus membros teve de reduzir seus rebanhos, e 20 por cento tiveram que encerrar suas atividades devido à escassez de água e à falta de cereais para alimentar seus animais. O quadro reforça a urgência de encontrar soluções sustentáveis para a crescente crise hídrica no país.

 

 

Fonte: RTP

Populares