24.3 C
Vila Viçosa
Quinta-feira, Julho 18, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Coliseu de Elvas a custo zero para promotores. A concurso público para impulsionar economia. Diz Rondão de Almeida

O Presidente da Câmara Municipal de Elvas, Comendador Rondão de Almeida, destacou o empenho do município em acolher grandes eventos, a Taça de Portugal de paraquedismo, que teve lugar no Estádio Municipal de Elvas. Segundo o Presidente, a aposta em eventos de grande dimensão visa trazer benefícios económicos e turísticos à cidade.

“Trazer para o nosso concelho todas as mais-valias que advêm de grandes eventos é uma prioridade,” afirmou Rondão de Almeida. “A Federação Portuguesa de Atletismo lançou-nos este desafio há cerca de seis meses, e a Câmara Municipal de Elvas aceitou prontamente, reconhecendo o valor que este tipo de iniciativa traz à nossa cidade.”

Além do paraquedismo, Elvas recentemente acolheu uma competição de ténis com mais de 100 atletas de alta competição, uma raridade para a região do Alentejo. Afirmou o Edil. Estes eventos têm um impacto significativo na economia do concelho de Elvas, com a ocupação total das 1.200 camas disponíveis no concelho e mais de 3.000 lugares na restauração.

Rondão de Almeida também avançou à Rádio Campanário: Elvas possui  a maior sala de espetáculos entre Lisboa e Madrid, o Coliseu Rondão de Almeida, que está a  concurso público para atrair grandes eventos e artistas. “Queremos trazer, no mínimo, 20 grandes eventos anuais para Elvas,” revelou o Presidente.

Quando questionado sobre o Coliseu Rondão de Almeida tem realizar eventos a custo zero, para os promotores, defendeu a estratégia, explicando que a economia indireta gerada por estes eventos justificando. “Os milhares de pessoas que visitam o nosso concelho para participar ou assistir a estes eventos gastam consideráveis quantias em comércio, restauração e alojamento. É uma gestão económica abrangente e inteligente,” explicou.

A Câmara Municipal de Elvas tem investido significativamente em infraestruturas para desporto, cultura e outros grandes eventos, garantindo também a manutenção adequada destes espaços. “Infraestruturas ocupadas são infraestruturas conservadas,” afirmou o Presidente, destacando a importância de um planeamento contínuo e de apoio logístico e financeiro.

Populares