19.8 C
Vila Viçosa
Sexta-feira, Junho 14, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Évora acolheu encontro transnacional do Projeto Erasmus+ EducArte

CM Évora

A cidade de Évora recebeu o Encontro Transnacional do Projeto Erasmus+ EducArte e a Conferência “Arte na Educação para uma Sociedade Autónoma” nos dias 25 e 26 de maio, iniciativas organizadas pela Associação Yehudi Menuhin, com o apoio da Câmara Municipal de Évora.

Tratou-se de uma jornada de trabalho que serviu para trocar experiências pedagógicas e artísticas, onde se debateu a tolerância e inclusão através da Arte e se conheceu o património local.

A sessão institucional de boas-vindas decorreu no dia 25, no Convento dos Remédios, com intervenções de Nuno Cabrita (em representação da Presidência da Câmara Municipal de Évora), Hermínia Vilar (Reitora da Universidade de Évora), Maria Leonor Cambournac (Coordenadora Nacional do MUS-E Portugal) e Fernanda Alves (Agrupamento de Escolas Manuel Ferreira Patrício). Incluiu também uma visita guiada por Panagiotis Sarantopoulos (Arqueólogo da Câmara Municipal de Évora) ao Núcleo Interpretativo do Megalitismo e ao Cromeleque dos Almendres.

Recorde-se que o Projeto Erasmus+EducArte promove a identidade europeia e o diálogo intercultural em 8 escolas públicas europeias através da Arte, entre elas a Escola Básica da Cruz da Picada (Agrupamento de Escolas Manuel Ferreira Patrício), tendo como entidades parceiras a Câmara Municipal de Évora e Universidade de Évora. Decorreu durante 24 meses, de junho de 2021 a maio de 2023 (anos letivos 2021/22 e 2022/23), sendo um eixo de ação do Programa MUS-E, programa de inclusão social através da arte.

Ao longo do referido projeto, as crianças participantes conheceram vários locais da cidade, como o Convento dos Remédios – Centro Interpretativo Megalíthica Ebora, Centro Interpretativo dos Almendres, Cromeleque dos Almendres, Aqueduto da Água de Prata, Centro Interpretativo da Cidade de Évora e vários pontos no Centro Histórico, roteiro que os representantes/parceiros do Projeto EducArte na Europa fizeram no dia 25.

No dia 26 de maio, crianças e parceiros puderam usufruir de sessões artísticas MUS-E, organizadas pelos artistas MUS-E da Europa na Escola Básica da Cruz da Picada e, de tarde, no auditório da Escola Básica Manuel Ferreira Patrício, através da Fundação Violeta Friedman, foi apresentada a comunicação “Respeito pelas Minorias Europeias” pela filha desta, Patricia Friedman.

Violeta Friedman foi uma ativista e autora judia, sobrevivente do Holocausto que, através dos tribunais espanhóis conseguiu pela primeira vez que o crime de ódio fosse considerado na lei e fossem respeitadas as vítimas. A sua Fundação pretende contar o que Violeta viveu, não para que as memórias resolvam o que aconteceu, mas para que as gerações do futuro conheçam o horror, a intolerância ao Outro e o genocídio que a Europa viveu aquando da II Guerra Mundial e jamais permitam que se repita.

Uma sessão aberta à comunidade, onde os participantes puderam assistir à reflexão e defesa do poder da educação artística na inclusão social teve lugar ao final da tarde de dia 26, no Colégio do Espírito Santo. A representar a Câmara Municipal de Évora, esteve a Coordenadora da Equipa de Missão Évora 2027, Paula Mota Garcia.

De salientar ainda, no dia 27, a realização do XVI Encontro de Artistas do MUS-E Portugal que contou com participantes da Associação Yehudi Menuhin Portugal, professores das escolas MUS-E Évora e dos convidados estrangeiros (professores e artistas) na Universidade de Évora.

Populares