24.3 C
Vila Viçosa
Quinta-feira, Julho 18, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Évora em festa: Feira de São João abriu portas sob o mote da liberdade e a exigência de Paz no Mundo

Decorre na cidade de Évora, desde a passada sexta-feira, a emblemática Feira de São João, um dos certames mais antigos na Região Alentejano e amplamente reconhecido em todo o País pela sua diversidade e pela forma como promove o Alentejo.

A Feira de São João 2024 abriu “portas” na passada sexta-feira com o Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, a evidenciar os destaques para a edição deste ano, nomeadamente “o novo espaço requalificado do Rossio: a grande alameda central com o Monumento aos Mortos da Grande Guerra – a lembrar a exigência de PAZ no mundo! – e do Chafariz de S. Brás, do séc. XVII; o espaço pedonal e verde desobstruindo a muralha e que se prolonga pela zona do Jardim Infantil.”

O Autarca realçou ainda o tema dos 50 Anos da Revolução de Abril, a marcar a edição do certame, através da presença de uma “chaimite” evocativa do corajoso Movimento das Forças Armadas que derrubou a ditadura fascista e que o Povo transformou em Revolução”, o espectáculo “O Dragão e o Pardal”, organizado pelo Centro de Actividade Infantil de Évora, Centro Infantil Irene Lisboa e Jardim de Infância Coopberço, abordou de modo excepcional o antes e o depois do 25 de Abril e o Desfile da Liberdade que juntou cerca de 200 participantes, incluindo as Vozes de Abril, revelando-se num momento emocionante.”

Já no que diz respeito aos concertos musicais, um dos pontos altos da feira, Buba Espinho, o jovem Alentejano que arrasta multidões deu o pontapé de saída para os concertos musicais, na passada sexta-feira, trazendo para o palco a “identidade cultural do Alentejo.”

Na noite deste sábado foi a vez de Dino D’Santiago subir ao palco da feira num espetáculo que cativou os eborenses e todos os que por estes dias escolhem Évora para visitar esta feira que conta na sua história com mais de 500 anos de “vida”.

Fotos: Município de Évora/Carlos Pinto de Sá

Populares