26.5 C
Vila Viçosa
Segunda-feira, Julho 22, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

“Há grande empatia entre a população e os Bombeiros de Estremoz e esta exposição vem reforçar isso”, diz Com. BV Estremoz (c/som)

Decorreu esta manhã, pelas 11h, no Posto de Turismo de Estremoz, a inauguração da exposição “Os Bombeiros aos Olhos dos Barristas de Estremoz”.

No ano em que os Bombeiros Voluntários de Estremoz completam 90 anos de existência, os artesão de Estremoz foram desafiados a criar uma peça alusiva ao Bombeiro.

O desafio foi aceite pelos artesãos estremocenses Ana Catarina Grilo, Carlos Alberto Alves, Duarte Catela, Fátima Estróia, Inocência Lopes, Irmãs Flores, José Carlos Rodrigues, Madalena Bilro, Manuel Broa, Ricardo Fonseca, Sofia Luna e Vera Magalhães.

A Rádio Campanário esteve presente e falou com Carlos Machado, Comandante da Corporação dos Bombeiros Voluntários de Estremoz, sobre esta exposição dedicada aos “Soldados da Paz”.

Em declarações à nossa redação, Carlos Machado começou por referir que “não puxando a brasa à minha sardinha, esta iniciativa foi uma ideia que eu tive, lancei o repto na direção, da direção, lançamos o repto à Câmara Municipal, porque têm mais facilidade no contacto com os barristas e, quando lançámos a ideia ela foi bem acolhida. A Câmara teve uma grande influência na concretização deste projeto, desafiou os barristas e, como está aqui exposto, cada um fez um Boneco de Estremoz, cumprindo tudo aquilo que define o tradicional Boneco de Estremoz com a representatividade do bombeiro. Temos peças com vários tipos de fardas, acabámos por ter aqui um conjunto de peças muito giras e, naturalmente, quem é bombeiro e quem está ligado, revê-se um pouco nestas peças e tem um gosto, de facto, por aquela representatividade que aqui está exposta.”

Questionado sobre o sentimento que a população em geral tem para com os bombeiros, o Comandante da Corporação de Estremoz referiu que “existe um grande sentimento de proximidade entre os bombeiros e a população. Ao longo dos tempos têm mostrado sempre apoio, carinho, e isso nota-se muito em pequenas coisas, como donativos de águas, outros bens em épocas de incêndios, são uma porta sempre aberta quando fazemos os peditórios para a angariação de apoios, portanto, há uma empatia com os bombeiros por parte da população e, é mais um símbolo, é mais uma forma de a população visitar aqui este espaço, ver estas peças, e fortalecer o elo que já têm com os Bombeiros de Estremoz.”

Populares