18.7 C
Vila Viçosa
Segunda-feira, Junho 24, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Infraestrutura científica pioneira da Universidade de Évora visitada por investigadores Alemães!

No passado dia 31 de março, Anke Kaysser-Pyzalla, Presidente do Conselho Executivo do Centro Aeroespacial Alemão (Deutsches Zentrum für Luft- und Raumfahrt; DLR na sigla em alemão), visitou a Évora Molten Salt Platform (EMSP), uma infraestrutura científica pioneira, única em Portugal, localizada na Herdade da Mitra da Universidade de Évora (UÉ).

De acordo com a nota divulfgada pela Universidade de Évora, a  UÉ e a DRL têm vindo a operar, desde outubro de 2021, a EMSP, uma instalação de ensaio térmico solar que se dedica a atividades de investigação para a utilização de sais fundidos na conversão térmica da radiação solar a alta temperatura. Trata-se de uma técnica que representa um avanço tecnológico que permite um aumento da temperatura de operação e do rendimento de conversão termoelétrica, ao contrário das centrais convencionais que utilizam óleo térmico como fluído de transferência de calor no campo solar. Esta tecnologia permite, de forma eficiente e a custo competitivo, armazenar calor, que vai depois ser convertido em eletricidade, durante períodos de tempo muito mais longos do que com a tecnologia fotovoltaica, aumentando a sua viabilidade económica com a redução do custo final da eletricidade.  

Entre os dias 28 e 31 de março, a equipa da DLR conheceu, no âmbito de um projeto de investigação em novas tecnologias para a energia solar de baixo custo, para além da EMSP, várias instalações de teste na Península Ibérica, entre as quais a Plataforma Solar de Almería, em Espanha e as instalações de energia solar térmica Andasol e Gemasolar, locais que demonstram o caminho desde a investigação até à aplicação, para a qual a DLR tem contribuído significativamente com o seu envolvimento no desenvolvimento tecnológico de centrais solares térmicas.

Foto: Universidade de Évora

Populares