29.8 C
Vila Viçosa
Sexta-feira, Junho 14, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Mau tempo: Trânsito na EN380 condicionado devido à força das ribeiras de Canha e de Lavre!

O mau tempo que se fez sentir um pouco por todo o país na passada noite e durante o dia de hoje, 13 de dezembro, também provocou transtornos no Concelho de Vendas Novas.

Essencialmente, foram registadas queda de ramos, lençóis de água e danos nas estradas de terra batida.

O túnel de acesso à Escola Agrícola esteve intransitável mas entretanto os serviços municipais já conseguiram resolver o problema.

Por precaução, o acesso a Cortiçadas de Lavre e Lavre através da EN380 está proibido, devido à força das águas da Ribeira de Canha e Ribeira de Lavre. A GNR está a desviar o trânsito na R. do Polígono, permitindo apenas a passagem aos funcionários da empresa Amorim Isolamentos.

Para restabelecer a normalidade o mais rapidamente possível, os trabalhadores municipais e as forças de Proteção Civil estão empenhados em resolver o maior número de situações, sendo que continua previsto a precipitação e vento e, por isso, será um trabalho moroso.

O Município apela ainda à população que não se coloque em situações de risco e volta a relembrar os conselhos da proteção civil:

Recomenda-se que cada cidadão tome uma atitude pró-ativa, quer na desobstrução dos sistemas de escoamento de águas pluviais dos quintais, ou varandas e a limpeza de sarjetas, algerozes e caleiras dos telhados de habitações, quer relativamente à circulação pedonal e rodoviária, nomeadamente:

– Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de gelo nas vias rodoviárias;

– Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;

– Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atenta para a possibilidade de queda de ramos ou árvores, em locais de vento mais forte;

– Ter especial cuidado na circulação junto a zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a fenómenos de transbordo dos cursos de água;

– Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

Populares