26.5 C
Vila Viçosa
Sábado, Junho 15, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

“Os beringelenses estão ansiosos e com expetativas elevadas para o regresso de ‘Sabores no Barro 2023’ diz Vitor Besugo (c/som)

Inicia-se hoje o evento “Sabores no Barro”, na freguesia de Beringel, no concelho de Beja, e decorre até ao próximo dia 26 de março.

O evento, que esteve suspenso devido ao período pandémico regressa com novidades e expetativas elevadas.

A Rádio Campanário falou com Vitor Besugo, presidente da Junta de Freguesia de Beringel que nos falou sobre o regresso do evento, as novidades e as expetativas para esta edição do certame, na qual começou por nos referir que “a grande novidade deste ano, no regresso dos “Sabores no Barro”, depois dos anos de pandemia, é mesmo dia dedicado às escolas, que é o dia de hoje, em que os nossos artesãos foram até às escolas primárias e às escolas de 2º e 3º ciclo, para passar a tradição e ensinar como é que se trabalha o barro e falar sobre as dificuldades que tinham antigamente nas suas vidas, que era uma vida muito dura e, então, é importante transmitir aos mais novos, a tradição oleira na freguesia de Beringel. De resto o formato é igual, costuma-se dizer que equipa que ganha não se mexe, vamos ter o mesmo que nos outros anos, com algumas alterações pontuais”.

Questionado sobre a expetativa de visitantes, após a interrupção do evento devido à pandemia, o presidente da freguesia de Beringel começou por referir que a expetativa é “elevadíssima, porque devido à pandemia foi criada uma certa ansiedade nas pessoas, e eu vejo pelas dormidas, tanto em Beringel, como na zona que não há quartos disponíveis e a toda a hora me ligam para saber se arranjam quartos. O número de expositores também está muito limitado, nós já não conseguimos inscrever mais ninguém. Esta semana recebemos muitas inscrições, mas infelizmente tivemos que as encerrar, porque não é possível, com o espaço que temos, ter mais expositores”.

“Depois temos também um leque de embaixadores de grande importância, temos o António Zambujo, Buba Espinho, António Caixeiro, Antelmo Serrado e Bruno Chaveiro, que só pelo nome, as pessoas aderem mais para os ver, sabendo que não serão concertos organizados por eles, mas sim espetáculos únicos onde se juntam, cantam com as pessoas e cantam com o que o coração manda naquele momento, não há nada preparado porque eles não fazem ensaios, até porque, com o calibre que têm, nem necessitam disso”, acrescentou.

Questionado sobre o ponto alto do evento, Vitor Besugo referiu que o ponto alto do certame é “a comida servida no prato de barro, em que a pessoa paga a quantia simbólica de três euros, pode ficar com o prato e, ao mesmo temo degustar a comida tradicional. Nós aliamos três momentos que são a olaria, a gastronomia e o cante alentejano, em que as pessoas comem no prato de barro, enquanto ouvem o cante alentejano e podem ao mesmo tempo, observar os nossos mestres a trabalhar na olaria. É a fusão destas três áreas que é o grande ex-libris do “Sabores no Barro”.

Segundo o autarca, a Junta de Freguesia de Beringel recebe um apoio do Município de Beja e também do IEFP, através de uma candidatura realizada ao programa de artesanato. Para além dos apoios, os artistas que vão atuar no evento, vão fazê-lo de forma gratuita de modo a apoiar também Beringel.

Populares