24.3 C
Vila Viçosa
Quinta-feira, Julho 18, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Presidente da Câmara de Estremoz: Firme na criação de mais três divisões e um novo espaço para ação Social.

Estremoz, 4 de julho de 2024 – Hoje, pelas 18:00 horas, o Presidente da Câmara Municipal de Estremoz, José Daniel Pena Sadio, conduziu uma conferência de imprensa no Salão Nobre da Câmara Municipal, abordando dois temas principais: a reestruturação orgânica do município e o arrendamento de um novo espaço para os serviços de Ação Social.

Reestruturação Orgânica do Município

O Presidente da Câmara iniciou a sessão esclarecendo a necessidade de reorganizar a estrutura interna do município, respondendo às críticas e desinformações circulantes. “Tem existido contra-informação e pouca precisão naquilo que alguns difundem.” afirmou José Daniel Pena Sadio. “Entendemos que devíamos falar hoje aos jornalistas para esclarecer dois assuntos emergentes e que estão na ordem do dia.”

A proposta de reorganização visa melhorar a eficiência dos serviços públicos e garantir uma resposta mais eficaz às novas competências atribuídas ao município. “Quando chegámos à Câmara, há cerca de dois anos e oito meses, encontramos uma estrutura orgânica assente em quatro divisões, quatro chefes de divisão e dois chefes de unidade,” explicou. “Houve tempo para perceber a lógica da Câmara, o funcionamento, e fizemos uma análise global para capacitar a estrutura da Câmara para dar mais e melhores respostas.”

José Daniel Pena Sadio detalhou a criação de novas divisões específicas para áreas cruciais, com a intenção de descongestionar as responsabilidades atuais e melhorar a gestão interna. “Propomos uma nova divisão que engloba apenas educação, ação social e saúde, devido ao aumento significativo de funcionários e processos nessas áreas,” disse. “Outra nova divisão será para obras municipais e projetos de candidaturas, separando-as das obras particulares para evitar disfuncionalidades.”

Esta reestruturação não acarretará custos adicionais para o município, pois trata-se de uma redistribuição dos atuais recursos humanos. “Havendo mais setores, não implica nenhum encargo adicional, nem postos de trabalho novos,” esclareceu o Presidente. “É uma reorganização necessária para definir claramente responsabilidades e melhorar a eficiência.”

José Daniel Pena Sadio também destacou a importância de adaptar a estrutura orgânica às novas exigências, particularmente devido ao aumento de competências na saúde, educação e ação social. “Temos mais de 100 novos funcionários em resultado da transferência de competências do Estado Central, o que requer uma estrutura muito mais agilizada,” afirmou.

Arrendamento de Espaço para Ação Social

Em relação ao segundo tema, José Daniel Pena Sadio esclareceu o arrendamento do antigo edifício do BNU no centro da cidade para os serviços de Ação Social. “O atual espaço onde os nossos cinco funcionários desempenham funções não é suficiente, e a previsão é aumentar para 12 funcionários devido a novas candidaturas,” explicou. “O novo espaço é central, digno e acessível, sem gastar um euro do nosso orçamento, pois será financiado pelo pacote financeiro da Ação Social Nacional.”

O Presidente detalhou as melhorias previstas para o novo espaço, destacando a necessidade de adaptar as instalações para um funcionamento adequado. “Detetámos algumas patologias que precisam de intervenção, que serão assumidas pelo proprietário antes de avançarmos com as nossas melhorias,” afirmou. “Apesar do atraso, estamos a garantir que o espaço será excelente para os próximos dez anos, atendendo melhor os utentes e proporcionando condições adequadas aos funcionários.”

José Daniel Pena Sadio salientou a importância de oferecer um ambiente de trabalho adequado e confortável para os funcionários, assim como garantir um atendimento de qualidade aos utentes. “Este novo espaço permitirá criar gabinetes privados para atendimentos, salas de reunião e outras facilidades essenciais para um serviço eficiente,” disse.

A conferência de imprensa terminou com um apelo à compreensão da oposição enquanto o município implementa estas mudanças estruturais para melhorar os serviços públicos em Estremoz. “Estamos a trabalhar para assegurar que Estremoz tenha uma estrutura robusta e eficiente, capaz de responder às necessidades da população,” concluiu o Presidente.

Populares