Imprimir esta página

Moura

“O governo anterior tinha dado o regadio por concluído no Alentejo e nós decidimos ampliá-lo em 50 mil hectares”, diz Capoulas Santos na apresentação do Bloco de Moura (c/som)

Publicado em Regional 11 setembro, 2018

O Bloco de Rega de Amareleja/Póvoa/ Moura foi apresentado em Moura (Beja) no passado sábado, dia 8 de setembro, pelo Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos.

O bloco de Moura corresponde a “um investimento de 36,6 milhões de euros” para instalação de 10 mil hectares de regadio, diz o governante, em declarações à RC.

Estes inserem-se nos “mais cerca de 50 mil” hectares de regadio que a região terá em 2023, entre as quais o já anunciado bloco de rega de Reguengos de Monsaraz (11 mil hectares), e o bloco de rega de Viana do Alentejo (4.600 ha) que será anunciado “muito proximamente”.

Juntamente com a inauguração do Lagar da Herdade de Vale Formoso, com “apoio público na ordem dos 4 milhões de euros”, os dois empreendimentos representam para o concelho “um investimento de 40 milhões de euros, na agricultura”, aponta.

Capoulas Santos declara que estes lançamentos são o “melhor desmentido para as sucessivas declarações que a antiga ministra da Agricultura e atual líder do CDS vem fazendo, de que o Governo não apoia o investimento”. O Governo tem como objetivo “investir na agricultura, apoiando a criação de infraestruturas públicas”, exemplo disso é a aposta no regadio que o Governo anterior “tinha dado por concluído”.

O governante aponta ainda que neste momento “temos 20 mil projetos agrícolas já contratados”, sendo que quando chegou ao governo, encontrou 0 projetos contratados, “já com 2 anos de execução do programa”.

A apresentação do Bloco de Rega de Moura decorreu no âmbito do programa da Feira de Setembro, da vila alentejana, e contou ainda com a participação de José Pedro Salema, presidente da EDIA – Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva, Álvaro Azevedo, presidente do Município de Moura, e Manuel Bio, vereador da autarquia.

 

 

Fotos: C.M.Moura