32.9 C
Vila Viçosa
Terça-feira, Julho 23, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Último dia do Festival de Lavre recebeu “Levantado do Chão Regressa a Casa” (c/fotos)

Município de Montemor-o-Novo

Ontem, dia 31 de julho, decorreu o último dia do Festival de Lavre, no concelho de Montemor-o-Novo, no qual decorreu a conversa intitulada ‘Levantado do Chão Regressa a Casa’, com vários participantes que se encontram ligados a José Saramago e à sua obra.

A convite da organização, o Vereador do pelouro da Cultura e Arte do Município de Montemor-o-Novo, Henrique Lopes, integrou o painel com uma comunicação em torno do projeto intermunicipal Roteiro Literário Levantado do Chão. Por si, foi destacada a importância deste Roteiro como forma de promover o património histórico de todo o concelho e em particular da vila de Lavre.

A conversa foi moderada por Daniel Oliveira, que tem uma residência na vila de Lavre, e contou com bastante assistência, destacando-se a presença do Presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo, Olímpio Galvão.

A primeira intervenção foi de Fernando Vendrell, o cineasta que também escolheu esta localidade para viver.

Questionado pelo moderador, o realizador desvendou que o seu próximo projeto é um filme sobre a vinda de José Saramago para a vila de Lavre no final dos anos 70. Referiu que já havia participado nos percursos do Roteiro Literário Levantado do Chão, promovidos pelo Município de Montemor-o-Novo, e abordou a relevância deste projeto tanto para reavivar a memória da passagem do autor pela vila, assim como para promover a região e a sua identidade.

David Fryer, investigador da obra do Prémio Nobel, falou da sua relação com a obra e destacou como sempre referia aos seus alunos a passagem da visão das formigas sobre o assassinato de Germano Vidigal no posto da GNR de Montemor-o-Novo, e de como continua a gostar da obra que lhe permite descobrir sempre mais motivos para investigar.

Afonso Reis Cabral, desafiado pelo moderador, falou do papel do escritor e da literatura, da sua ligação à reflexão sobre os problemas sociais e partilhou porque escolheu escrever sobre o caso Gisberta, no romance ‘Pão de Açúcar’, com o qual veio a ganhar o Prémio José Saramago.

 

Fotos: Município de Montemor-o-Novo

Populares